[Resenha] Um Elixir Misterioso: Amanda Quick!

Um elixir misterioso
Autor: Amanda Quick
Gênero: Literatura Estrangeira
Ano de Lançamento: 1998
Editora: ROCCO
N° de páginas: 259

Sinopse:

Emma Greyson, a protagonista deste novo romance de Amanda Quick, é uma mulher decidida, inteligente e voluntariosa. Demitida do seu último emprego por tentar se defender do assédio de Chilton Crane — um figurão da alta sociedade londrina —, ela escreve suas próprias referências e consegue uma nova posição como dama de companhia de Lady Mayfield. Quick demonstra mais uma vez sua habilidade em retratar a alta sociedade inglesa do século XIX numa história que mistura ação, mistério e romance.
A trama começa quando Emma acompanha sua patroa numa festa na mansão de Basil Ware. Mesmo disfarçada, ela evita reencontrar Crane e, acuada num corredor, esconde-se no quarto da jovem e rica viúva Miranda Ames. Ao perceber que Miranda e Chilton iriam justamente entrar no mesmo cômodo, esconde-se dentro do armário e, para sua surpresa, lá encontra o charmoso milionário Edison Stokes, à procura de rastros sobre o desaparecimento de um livro antigo sobre velhas poções da organização Vanza, da qual fez parte.
O enigmático Stokes pode controlar seu império financeiro com mão de ferro, mas não teve coragem de negar o pedido desesperado de um velho amigo, que o levou à pista de um ladrão anônimo, que teria roubado a obra. Ele suspeita que o homem esteja entre os convidados da festa – e sabe que o vilão está à procura de uma mulher muito intuitiva para testar um certo elixir. O livro de Vanza possui a receita do elixir que permite aumentar ainda mais a capacidade de intuição de quem o ingere. Mas somente faz efeito em quem já possui algum talento premonitório. Emma, por exemplo...
Mais tarde, Crane é assassinado no quarto de Emma, e Stokes a inocenta, dizendo que estavam juntos na hora do crime, anunciando um insólito noivado. Desta forma, ele consegue uma aliada na sua investigação.
Enquanto Emma tenta descobrir como Lady Ames teve acesso à receita, deixando-se ser usada pela viúva, que pretende fazer dela um trunfo nos cassinos, Edison persegue o assassino para resgatar o livro. A esperta ex-dama de companhia — agora ricamente vestida e devidamente apresentada à alta sociedade como futura esposa do belo financista — precisa ocupar-se com duas tarefas: ser uma noiva convincente e elucidar o mistério, além de preocupar-se com seu futuro quando o serviço terminar, já que apaixonar-se pelo patrão, no rigor do século XIX, não parece muito promissor.

Comentários:
Já leram um livro fofo? Com cenas engraçadas, um moçinho forte e perigoso e uma moçinha inteligente e sem noção, que vive pedindo cartas de referência para os patrões?? Aliás, para um patrão em especial? Pois quem gosta do estilo vai amar "Um Elixir misterioso". Na verdade, a história sobre o tal elixir é fraca, diante dos moçinhos. Penso que o mistério poderia ter sido mais elaborado, mas contar com a presença de Emma e Edison compensa qualquer coisa. No enredo, percebe-se que ele está de quatro pela sua "assistente", e ela, achando que ele só a vê como empregada, vive pedindo sua carta de referência, como medo que ele não dê. Como é um estilo que gosto, dei três estrelas. Não é muito hot (para quem conhece o jargão da comunidade "Adoro Romances", mas vale a pena pelas tiradas de Emma. Leia também a resenha escrita para Tonks, do blog "Romances in Pink". Lá você vai descobrir quais são os outros livros dessa série. Sim, tem mais... Esse é o segundo. Tem mais três. Beijos!

Um comentário:

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords