[Resenha] Amante Sombrio: J. R. Ward!

Hey ya pessoas! Meu primeiro post aqui no Alquimia. Essa resenha de Amante Sombrio é especialmente para aqueles que ainda pretendem ler essa série maravilhosa e para todos que já leram e gostam de opinar. Vamos falar sobre!

Amante Sombrio - J.R Ward

Série: Irmandade da Adaga Negra
1° Livro - Wrath + Beth
Ano: 2009
Editora: Universo dos Livros
Páginas: 448
Próximo Livro da Série: Amante Eterno (Rhage)
Skoob: http://skoob.com.br/livro/67793/

Sinopse:

Nas sombras da noite, em Caldwell (Nova Iorque) se desenrola uma sórdida e cruel guerra entre os vampiros e seus carrascos. A Irmandade e seus caçadores e os assassinos. E existe uma Irmandade Secreta de seis vampiros guerreiros, os defensores de toda a sua raça. Nenhum deles deseja aniquilar a seus inimigos com tanta ânsia como Wrath, o campeão da Irmandade da Adaga Negra. Wrath, o vampiro de raça mais pura dos que povoam a terra, tem uma dívida pendente com aqueles que, há séculos, mataram seus pais. Quando morre um de seus mais fiéis guerreiros, deixando órfã uma jovem mestiça, ignorante de sua herança e seu destino, não resta a ele outra saída senão levar a bela jovem para o mundo dos não mortos. Traída pela debilidade de seu corpo, Beth Randall se vê impotente para resistir aos avanços desse desconhecido, incrivelmente atraente, que a visita toda a noite, envolto nas sombras. Suas histórias sobre a Irmandade a aterrorizam e a fascinam... E seu simples toque provoca chispas de um fogo que pode acabar consumindo a ambos.
Resenha

Peguei esse livro por indicação. Ou melhor, porque as meninas da AR estavam babando nele. E faz tempo, anos quem sabe, que não pego um bom livro de vampiros. E sou simplesmente apaixonada por eles (To falando daqueles de verdade, não certas coisas que brilham no sol).

E cara, eu não gostei, eu AMEI! Achei originalidade e criatividade num tema que atualmente está batidíssimo. Gostei da forma como a autora criou sua sociedade de vampiros e olha que nem é minha forma preferida de enxergá-los. Destaque para o fato de eles serem realmente uma raça a parte, pois no livro é preciso nascer vampiro, não dá para ser transformado. E a questão de só beberem um do outro e terem um idioma próprio também foi uma sacada pra lá de legal. De um modo geral, o universo deles é interessante à beça.


Os vampiros também são mantidos num nível muito mais próximo do humano. Sem aquela coisa de poder absurdo. Eles têm tantos pontos fracos que em alguns momentos desejei que fossem mais indestrutíveis. Eu adoro essa parte do poder dos vampiros. Mas isso também os tornou mais encantadores e suscetíveis ao amor.


No começo estranhei um pouco o fato de eles se referirem aos outros vampiros como macho e fêmea. Tipo... "A fêmea do Tohr é ótima." Ou, "quando você escolher um macho para si..." Cuma?! E esse negócio das fêmeas entrarem no cio a cada 10 anos?! Como assim "entrar no cio?" Que parada mais reprodução da vida selvagem! Eu hein! Só falta gravar um documentário pro Discovery Channel. Mas depois você se acostuma e passa até a curtir.


Esse primeiro livro da série é sobre o Wrath, o vampiro rei-guerreiro, amargurado e culpado por tragédias do passado. Adorei! Gamei no cara! Aquela arrogância dele, alternada com possessividade terna é irresistível! E vamos combinar que um vampiro gigante, feito basicamente de músculos, com um cabelo longo e negro (que deixa a gente morrendo de inveja), cara de MUITO mau e com óculos escuros estilo devoro–tudo–numa–abocanhada–só é coisa do outro mundo!
E a Beth me ganhou fácil! Uma jornalista! Me senti dentro da história!
Levando em conta meu sério problema para gostar das "mocinhas", devo dizer que fui com a cara da Beth. Nada de complicações desnecessárias, draminhas bobos, pena dela mesma, gritos de horror... Rolou personalidade e praticidade. Curti. Apesar de achar que a personagem só ganhou profundidade nos últimos capítulos do livro, foi quando consegui admirá-la. Antes só gostava dela e principalmente da maneira como estava lidando com os acontecimentos. Só que o primeiro movimento do romance foi meio “OPA! Já?!”. Vocês entenderão...

E os momentos Hot de Wrath e Beth, olha... Valem uns suspiros, hein! Não dá pra ler com curiosos por perto esticando o pescocinho pra olhar sua página! Foi um tormento ler esse livro no ônibus. Acreditam que uma senhora, já meio idosa, quase tombou pra cima de mim pra continuar de olho no que eu estava lendo? Eu tive que parar e dizer um “minha senhora...”.


Mas cara, o maior barato do livro é sem dúvida a Irmandade. A relação deles, a amizade, fidelidade, honra, humor, tensões, respeito... É tão legal! Espero que continue com total destaque em todos os livros da série. Estou apaixonada por cada um dos guerreiros, até pelo Z, cara! E ele é tãao odioso! Nossa! Que vampiro mais desgraçado, to doidinha pelo livro dele.


Tenho que mencionar também os personagens secundários como o Fritz, Butch e Marissa. Fui muitoo com a cara do Butch. A Marissa melhorou no final, mas ainda ficou com aquela sensação de passividade excessiva. Comodidade demais. E aquele mordomo é uma fofura! Espero que ele faça mais comentários nos próximos livros.
E o Rhage... Amigo! To de olho no livro dele! Eu quero! Vou me jogar no chão! Hollywood (apelido dele) que me aguarde!

As únicas partes em que eu pulei algumas linhas foram aquelas do Sr. X. Nesses momentos ficava meio monótono, falando demais de um vilão sem carisma ou dramas pessoais para impressionar. E nada do que ele fazia, mesmo os assassinatos, era intrigantemente ou sombriamente legal. Achei o vilão sem graça. Num livro todo bom, você fica meio danada com a sociedade entrando no meio pra cortar o barato da trama, mas percebe que eles são o antagonismo da história dos vampiros e necessários. Mesmo assim... Sai do capítulo Sr.X!


Enfim... Tem muitas coisas no livro que posso falar. Ainda mais dentro de um tema que curto tanto. Mas acho que super vale a pena ler a série toda.
J.R. Ward me conquistou de cara. Sabe aquela autora que te pega e você fica disposta a pagar tudo pelos próximos livros dela? Então. Boa escrita, imaginação a mil, sabe o ponto daquela receita de romance que gostamos, adiciona uma cobertura quentinha de cenas hot e pedaços de novidades. Corram atrás dela!

PS: Essa resenha é antiga, de quando eu realmente li o livro. Atualmente já estou no 5° livro da série e me segurando para não ler logo o 6°. E claro, vou continuar postando! Bjuux


6 comentários:

  1. Eu lembro quando as meninas da AR começaram a comentar sobre essa série. Os e-books rolaram solto. O sucesso da série prova que os e-books, ao contrário do que dizem, só incentivam a compra dos livros. Sei que se eu começar a ler, vou me apaixonar. Vou me dar de presente os seis primeiros, ainda esse ano. Ai meu bolso... BJS Lucy...

    ResponderExcluir
  2. Adorei Lu, só pela resenha ja fiquei com "água na boca" pra comprar esse livro.
    Parabéns pelo blog, me perdi por horas lendo tudo aqui *-*
    Beijão!

    ResponderExcluir
  3. Cris, nos siga, por favor... kkkkkkkkkkkk
    Obrigada pelo carinho. Estamos "montando a casa".
    BJS!!!

    ResponderExcluir
  4. Olha quando vc fala maravilhada sobre o livro oensava comigo Lucy é doida o livro ñ deve ser isso td mas me enganei devorei o livro em um dia,quero eles todos pra mim.Estou anciosa pra ler todos os outros.Ameiiiiiiiiiiiiii

    ResponderExcluir
  5. Lucy querida, adorei a resenha e conforme o combinado e permitido, postei lá no blog, ok?
    passa por lá e me diz o que achou da postagem que fiz...
    Vc já sabe tudo o que eu acho sobre o Wrath e o quanto estou viciada nesta série maravilhosa, beijinhos Alquimistas.

    ResponderExcluir
  6. muito legal a sua resebha deu até vontade de ler!

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords