[Crítica de filme] A Lista de Shindler!


Título original: (The Schindler's List)
Lançamento: 1993 (EUA)
Direção: Steven Spielberg
Atores: Liam Neeson, Ben Kingsley, Ralph Fiennes, Caroline Goodall.
Duração: 195 min
Gênero: Drama

Sinopse:

A inusitada história de Oskar Schindler (Liam Neeson), um sujeito oportunista, sedutor, "armador", simpático, comerciante no mercado negro, mas, acima de tudo, um homem que se relacionava muito bem com o regime nazista, tanto que era membro do próprio Partido Nazista (o que não o impediu de ser preso algumas vezes, mas sempre o libertavam rapidamente, em razão dos seus contatos). No entanto, apesar dos seus defeitos, ele amava o ser humano e assim fez o impossível, a ponto de perder a sua fortuna mas conseguir salvar mais de mil judeus dos campos de concentração.

Comentários:

Para mim, um filme inesquecível. Estava no último ano do Ensino Médio quando meu professor de História (Grande Sebastião) pediu que a turma assistisse a esse filme. Fiquei com a tarefa de gravá-lo para a galera (Na época do vídeo-cassete... Se me chamarem de velha, apanham), mas tive a chance de assisti-lo sozinha, numa madrugada inesquecível proporcionada pelo SBT (passava alguma coisa além de “Lagoa Azul”). Acredito que muitos que assistiram a esse filme têm sua cena inesquecível, mas acho que a maioria não se esquece do “detalhe” mais do que evidente da menininha de vermelho, passeando pelos guetos cheirando a morte, procurando sabe-se lá quem. Para um filme que teve como recurso imagens em preto-e-branco, aquele vestido vermelho infantil não conseguiu sair dos meus olhos por um bom tempo.
Liam Nelson é um caso a parte. Ele estava impecável no papel de Oskar Schindler, um homem com seus defeitos e virtudes, que abriu mão de todo o seu dinheiro para salvar mais de mil judeus, salvando assim uma geração inteira. O filme apresenta alguns silêncios ensurdecedores, que nos deixam com um gosto amargo na boca. Mas é exatamente esse gosto ruim que nos faz acordar para a realidade cruel que nos cerca, nos fazendo repudiar qualquer conflito desta magnitude.

P.S 1: Essa crítica deveria ter sido postada ontem, mas como estou doente desde segunda-feira, ao chegar  em casa ontem,  não tive forças para postar nada. Vou tentar postar a crônica no final da noite, se minha tosse der uma trégua. Além do que, estou postando da casa da minha irmã, porque a minha casa está uma poeira só, tudo por conta da bendita obra que estamos  fazendo e parece que nunca acaba.  E com isso,  meu pulmão vai para a 'pacha que la pare".

3 comentários:

  1. Parabéns pela dica! Estou ansiosa para assistir A Lista de Schindler. Beijos!
    http://newsnessa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Curto muito este tipo de filme, mas este é um dos melhores. Muito boa sua crítica. Bju

    ResponderExcluir
  3. Esses filmes não fazem muito meu tipo não, mas sempre tive curiosidade sobre esse :D Parece ser bom ^^

    Beijos , nanda
    www.julguepelacapa.blogspot.com

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords