[Resenha] Crepúsculo: Stephanie Meyer


Crepúsculo
Autor: Stephenie Meyer
Editora: Intrínseca
Ano de Publicação: 2004
N° de páginas: 416

Sinopse:

''Crepúsculo'' poderia ser como qualquer outra história não fosse um elemento irresistível: o objeto da paixão da protagonista é um vampiro. Assim, soma-se à paixão um perigo sobrenatural temperado com muito suspense, e o resultado é uma leitura de tirar o fôlego - um romance repleto das angústias e incertezas da juventude - o arrebatamento, a atração, a ansiedade que antecede cada palavra, cada gesto, e todos os medos. Isabella Swan chega à nublada e chuvosa cidadezinha de Forks - último lugar onde gostaria de viver. Tenta se adaptar à vida provinciana na qual aparentemente todos se conhecem, lidar com sua constrangedora falta de coordenação motora e se habituar a morar com um pai com quem nunca conviveu. Em seu destino está Edward Cullen.

Ele é lindo, perfeito, misterioso e, à primeira vista, hostil à presença de Bella o que provoca nela uma inquietação desconcertante. Ela se apaixona. Ele, no melhor estilo "amor proibido", alerta: Sou um risco para você. Ela é uma garota incomum. Ele é um vampiro. Ela precisa aprender a controlar seu corpo quando ele a toca. Ele, a controlar sua sede pelo sangue dela. Em meio a descobertas e sobressaltos, Edward é, sim, perigoso: um perigo que qualquer mulher escolheria correr.

Nesse universo fantasioso, os personagens construídos por Stephenie Meyer - humanos ou não - se mostram de tal forma familiares em seus dilemas e seu comportamento que o sobrenatural parece real. Meyer torna perfeitamente plausível - e irresistível - a paixão de uma garota de 17 anos por um vampiro encantador.

Comentários:

Em um dos aniversários da Comunidade Adoro Romances do Orkut, ouvi falar pela primeira vez desse livro. Bem, na verdade eu já tinha ouvido falar dele antes por uma conhecida, mas apaguei-o totalmente da minha mente. A Lu Zetum (dona da AR) ficou aqui em casa quando veio para o encontro, e me falou tão entusiasmada sobre o livro que assim que o vi em um sebo, comprei sem pestanejar. Foi uma leitura bem rápida, já que estória flui. A autora Stephanie Meyer não estreou uma vertente nova dentro dos chamados YA books. Ao contrário. A fórmula que ela usa já é bem batida, mas mesmo assim, ela conseguiu usar de maneira bem atraente todos os elementos que compõe sua obra. Garoto misterioso, menina estranha (nos filmes dos anos 80 temos vários desses estereótipos). Li e gostei. Simples assim. Agora, quanto o restante da saga... Já é outra estória. Minhas críticas são mais contundentes, principalmente em relação às idéias que ela passa. Mas voltando ao Crepúsculo, toda a trama é meio surreal, não só pelo elemento fantástico, mas pelo modo como os dois se apaixonam e se aproximam. Para quem gosta dos clássicos, o livro é baseado em Orgulho e Preconceito, de Jane Austen... Baseado... Bem lá no fundo...
Para finalizar, só queria saber de onde tiraram a idéia de colocar uma maçã na capa. O que tem haver com o livro? Onde enfio esse troço? (não respondam...)

4 comentários:

  1. Parabéns pela resenha! Já li a saga Crepúsculo e amei! Beijos,
    http://newsnessa.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Respondo sim, a maçã vem do pecado, do fruto proibido... E nesse caso nem é preciso pensar muito no que é fruto proibido... rsrsrs
    É verdade, o livro encanta, e nos mostra um mundo diferente com criaturas comuns porém nada comparado, né? Eu indico que continue, mesmo que nos seguintes o mundo fantástico não seja o principal, e sim o romance, vale a pena viver essa fantasia!

    Bjos do Mix.

    ResponderExcluir
  3. Comentei isso esses dias no meu blog: ONDE que Crepusculo parece Orgulho e Preconceito?
    Por mais que essa tivesse sido o objetivo da autora, acho que ela passou loooonge de conseguir. Edward Cullen ainda tem que comer muito arroz e feijão para chegar no charme do Mr. Darcy rs, pelo menos para mim =)

    Ótima resenha xD

    TEH MAIS

    ResponderExcluir
  4. Crepúsculo o livro mais contraditório que já gostei. Eu gosto, li duas vezes na primeira amei, na segunda eu nao consegui entender porque gostei tanto, bom? sim, mas nao achei mais aquilo tudo ( e estou acostumada a reler sagas que sou fã como Harry Potter ou Narnia e nunca me cansam) O livro nao tem nada de que gosto, mas eu gosto dele, não entendo também.

    Gostei da sua resenha e eu ia explicar o lance da capa mais já explicaram, aliás isso é algo que eu gosto nas capas da saga , cada uma tem um significado que ao ler o livro você entende (vou até fazer um post sobre isso no meu site). Enfim boa resenha, parabéns

    http://semais20.blogspot.com/

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords