[Resenha] A Maldição do Lobisomem: Shannon Delany!

Hey gente! Depois de um tempo off daqui, eu voltei! Desculpem a ausência, mas como uma digna rata de internet que sou, estive ocupada em outros projetos! Mas agora voltei com vontade e vários livros pra resenhar. O livro de hoje foi uma cortesia da Universo dos Livros. Confesso que fiquei meio desconfiada quando o recebi (sou do time dos vampiros, sabe?), mas imagine minha surpresa ao engatar na leitura... 

A Maldição do Lobisomem - Shannon Delany
Universo dos Livros
Livro 1 da série 13 To Life
335 Páginas
Ano de Lançamento: 2011

Sinopse: 

Jéssica é uma garota inteligente e esperta, porém, disposta a dissimular os seus sentimentos mais reais. Este mundo de mentiras está prestes a acabar com a chegada de Pietr Rusakova.
Ela é atraída pelo misterioso (e sexy) forasteiro. Aquele olhar… pode atravessá-la como uma flecha! Ele é muito mais que um rosto perfeito, Pietr é perigoso e tem muitos segredos.
O que Jéssica não imagina é que aos 13 anos os Rusakova recebem uma sentença. Se uma transformação a qual estão destinados ocorrer eles terão uma vida curta, mas repleta de aventuras, onde as ligações afetivas tornam-se mais intensas e arriscadas. Uma corrida contra o relógio. Bem diferente da vida que ela imaginou…
Metade homem, metade monstro. Pietr levará Jéssica a um novo mundo onde heroínas e lobisomens se apaixonam em uma história cheia de reviravoltas.

Resenha:

Lobisomens Russos no Pedaço!


Comecei pensando “Ah, esse deve ser mais um daqueles livros teens e melosos com adolescentes chatas e desmioladas narrando a história.” Bem o tipo que eu não curto. Mas, esse não era o caso. Em a Maldição do Lobisomem, conheci Jessica, ou Jess, para os mais íntimos. E acredite, ficamos muito íntimas ao longo da história. A narrativa de Jessica me levou diretamente de volta aos dramas do colégio que pareciam ser sempre os mais profundos, eternos e complicados. Sempre nos pegavam de jeito. E esse livro, assim como seus personagens vão te pegar com jeito.

Logo nas primeiras páginas da narrativa seguimos para conhecer Pietr, que segundo ele é só escrito em russo, mas se pronuncia Peter mesmo. Ah sim, a família de Pietr é russa, acabou de chegar a cidade e adivinhe só, Jess, a última possibilidade esperada, é escolhida para ser a guia do novato na escola. Algo como ser a babá dele por um tempo. Na minha adolescência eu super aceitaria ser a guia dele. Pietr é... bem, adorei o cara. Sucinto e direto, enigmático, gato e... tcharam... como o nome do livro diz tudo, um lobisomem! AAH! Segurem as perucas! 

O livro é bem escrito, repleto de passagens bonitas, citações e ligações com romances famosos, na verdade, um em especial: Romeu e Julieta. Que Jess adora e Pietr odeia. Na verdade a autora deve curtir muito Shakespeare, Pietr também lê O Mercador de Veneza durante a história. 

- Shakespeare fala de Romeu e Julieta como um "par de amantes condenados" no prólogo do Ato I. Romeu também diz: "Apreende meu espírito algo que ainda pende das estrelas" ao ir a festa na casa dos Capuleto, onde conhece Julieta. E para sua tarefa esta noite, respondam isso: esses dois jovens estão condenados pelo Destino? Suas vidas e as nossas são parte de algum plano cósmico grande, ou fazemos nossa Destino e criamos nossa sorte?

Posso dizer que essa pergunta resume muito do drama do livro assim como a pergunta "O que faz de um homem um monstro?" resume o drama de Pietr que faz essa pergunta a Jess mais de uma vez, porque sim, talvez ele se ache um, mas a questão é, ela vai achá–lo um monstro?

Há drama e nossa, quanto... Jess perdeu a mãe em um acidente muito recente, todos acham que ela está a ponto de perder o controle emocional por isso e nós sabemos como ela se sente, a cada dia enfrentando tudo e acabando sendo um mártir dela mesma. Ela é a vítima, mas abre mão do que mais quer pela amiga. E só lá pro final do livro descobrimos o que realmente aconteceu na morte da mãe de Jess, ou achamos que descobrimos né. O livro é cheio de mistérios que ficam em aberto, já que é uma série e mal sabemos o que esperar. 

Em um livro de 335 páginas, a narrativa não é lenta, é progressiva com algumas belas partes líricas de breves descrições, Jessica não nos enrola muito a não ser na agoniante e irritante parte em que ela é altruísta demais para ser real. Claro que rola um pouco de bla, bla, bla que na ânsia de saber mais como vai ficar o triangulo amoroso que se forma, queremos que Jessica pule para parte importante! Mas ela simplesmente não quer enfrentar a verdade, ela tem medo de ir mais fundo e junto a tudo isso há Pietr. Diariamente ao seu lado, a sua espreita, causando sua verdadeira descoberta de amor e confiança. Porque Jess acha que é apaixonada por outro. 

Ponto alto para suas amigas, Amy e Sarah. Elas são suas melhores amigas, bem, ao longo do livro descobrimos o mistério de Sarah e o porquê daquele comportamento da parte de Amy que nos revela enxergar tudo e é mais sensata do que nos pareceu de início. 

Pietr é intenso, ele vai além do adolescente com problemas por OH! Ser um lobisomem e ter uma maldição em cima dele por causa disso. Ele é simplesmente instigante, assim como Jess, na verdade, seguindo–a, queremos mais e mais descobri–la, entende–la e nos revoltamos quando ela não atende o que queremos. Ao menos eu me revoltei, já não a entendia mais e passamos todo o livro imersos em seus sentimentos, suas decisões e as consequências. 

E a cena das bonequinhas russas (matryoshka) ... ótima!

No final, as coisas vão ficando rápidas, o tempo passa a correr, Jessica nos coloca numa corrida rumo ao fim do livro que está super próximo e você já está estranhando, pois está perto demais para ter um fim decente. 

Mas finalmente ela nos da o que queremos. Mais drama, mais Pietr. E eu não citei ainda, mas a família dele é muito boa. Ele tem irmãos lobisomens, sabem, inclusive uma irmã. São aventureiros, divertidos e encrenqueiros, cheios de segredos que nesse livro só tocamos a bordinha de tudo que está por trás deles.  Afinal, que eles são lobisomens nós já sabemos antes de sequer abrir o livro. 

No fim, algo que se desenrolava quase como um pano de fundo que era o romance entre Jess e Pietr se torna muito real. Encantador e rápido. Talvez a intensidade com que se unem nos leve a impressão de rapidez. Num instante, só em uma virada de página Jess que antes não sabia nada passa a estar mergulhada até a cabeça nos segredos dos Rusakova, a família de Pietr. O final, surpreendente e é do tipo que causa taquicardia, me deixou no desespero. Pra quem não tava com fé no livro no início, eu já estava dormindo com ele embaixo do travesseiro. Abandonei o negócio de só ler na barca e no ônibus, não dava pra esperar. Wanda (a esquisita), o policial, os irmãos de Pietr e Jess se metem na cena final. Assim como a máfia! Sim, a danada da máfia Russa que Jess tanto lê sobre! E no ápice, bem no momento que você quer desesperadamente chegar ao final, saber o que acontece, está apertando as beiras do livro e quase retorcendo o coitado... Acaba. Sim, acaba sem fim!!! Não tem fim! To no desespero, to arrancando os cabelos! O que diabo acontece agora?! Vou ter que esperar pelo próximo livro! É muita judiação com uma leitora.

Adorei! 

Meu livro lindo! E os marcadores! Destaque para os 2 marcadores maravilhosos da Irmandadade da Adaga Negra! Nem to querendo usa-los pra não estragar! hahahaha
Ps1: Fala sério! Pietr com aquele sotaque e falando coisas em russo às vezes.... SEXY!!! Hahahahaha Ai... Nyet! 

PS2: Só aquele negocio de lobo x coelho que eu senti um déjà vu com outra série que por acaso eu odeioooo!(Sim, é essa série mesmo que vocês estão pensando! Aquela bem pop! URGH!)

Até a próxima, juro que dessa vez voltarei mais rápido!

7 comentários:

  1. Agora sim... Livro com lobisomem são os meus sobrenaturais favoritos. Sei que a maioria da mulherada curte um vampiro, mas eu estou fora. Acho os lobos mais quentinhos. E eles podem sair de dia... kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Pow Elimar! Por isso que você tem que começar a ler a Irmandade da Adaga Negra! Eles são vampiros MUITO quentes! De verdade! Ótimos pra um dia frio.. ou pra qualquer dia! hahahahah

    ResponderExcluir
  3. Você não vai acreditar, mas só agora estou comprando os livros da Adaga. Já comprei o terceiro, e amanhã devo comprar o quarto. Tem encontro no dia 20 para os fãs da Adaga, lembra? Eu vou. Vai que eles me convencem e eu enlouqueço com os vampiros? Bem, se vc gosta de vampiros, deve ter aí na sua cabeceira os livros da Saga Crepúsculo né? Sei que vc adora o Edward... rsrsrs

    (Ela detesta gente...)

    ResponderExcluir
  4. Acredita que só agora estou comprando os livros da série da Adaga? Já estou no terceiro. Ainda não li nenhum... kkkkkkkkkk
    Mas vem cá, já que tu curte os vampiros, cadÊ as resenhas da saga Crepúsculo? Sei que vc se amarra no Edward... kkkkkkkkkkkk

    (Gente, ela odeia...kkkkkkkk)

    ResponderExcluir
  5. Nossa, a história parece ser demais e já sei que é mais um pra lista interminável de livros desejados!

    ResponderExcluir
  6. EU TB VOU!! Ja disse pro Rhage (do 2° livro, A BESTA!) me levar no carrão dele! hahahahaha

    Ah é, sou louquinha pelo ED-Pisca-pisca-no-sol ¬¬ NOT!

    ResponderExcluir
  7. Que lindo esse livro *-* Achei a capa dele bem legal!
    Parabéns, a resenha ficou ótima!

    abrigoliterario.blogspot.com
    Beijos =)

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords