Amante Revelado - J.R. Ward

De volta a ativa. A partir de hoje meus posts fazem parte da minha coluna aqui no Alquimia: Lendo Por Aí. Escolhi esse nome porque eu nunca leio em casa, estou sempre lendo pelos ônibus da vida, barcas (Moro em Nikiti, trabalho no Rio), escadas rolantes, filas, engarrafamentos... Enfim, leio em tudo que é lugar que você pode imaginar. Menos em casa!

Acabei de reler o livro do Butch pra poder vir fazer essa resenha atrasadíssima. Como já to no livro do John (eu sei, sou desesperada, juro que to até me segurando) esqueci umas partes. Nessa releitura até apreciei mais o livro do que antes, mas ainda acho que o Butch é um santo. Por quê? Leia a resenha!

Amante Revelado - J.R. Ward
Título Original: Lover Revealed
4° livro: Butch + Marissa
Ano: 2010
Editora: Universo dos Livros
494 páginas
Próximo livro da Série: Amante Liberto (Vishous)
Página no Skoob

Sinopse: 

Nas sombras da noite em Caldwell, Nova York, desenrola-se uma sórdida e cruel guerra entre vampiros e seus carrascos. Há uma irmandade secreta, sem igual, formada por seis vampiros defensores de sua raça. Mas, agora, um aliado da Irmandade está prestes a realizar seus desejos mais secretos...
Butch O'Neal é um lutador por natureza. Ex-policial da divisão de homicídios, durão, ele é o único humano que já foi admitido no círculo da Irmandade da Adaga Negra. E deseja mergulhar ainda mais fundo no mundo dos vampiros, na guerra contra os redutores. Não tem nada a perder. Seu coração pertence a uma vampira, uma beldade aristocrática inatingível para ele. Se não pode ter Marissa, então, pelo menos, quer lutar lado a lado com os Irmãos. O destino o amaldiçoa realizando precisamente o seu desejo. Quando Butch se sacrifica para salvar um vampiro dos assassinos, cai vítima da força mais sinistra dessa guerra. Deixado para morrer, é encontrado por um milagre, e a Irmandade recorre a Marissa para trazê-lo de volta. Mas, mesmo o seu amor pode não ser suficiente para salvá-lo...

Butch Tomou Chá de Paciência Quando Era Neném

Acho que além de apanhar do pai, Butch também foi obrigado a tomar o chá amargo da paciência. Não é possível...

O livro começa com o pobre do tira se embebedando no ZeroSum, adivinhem por que... Marissa, mais conhecida entre nós como Chatissa. E alguns outros probleminhas dele também. Depois vem um pedação da chata se lamentando, sofrendo, oh que dó. Daí em diante é só a derradeira para o Butch que passa por maus bocados nas mãos dos redutores. E só mesmo o V para salvá–lo.

Cara, eu gosto do Butch. Ele é um cara maneiro, leal, valente, corajoso, cheio de problemas no passado que refletem nele o tempo inteiro. Ele tem suas neuras, seus complexos e toda aquela questão de se achar inadequado, uma droga de pessoa. Indigno até de amar a Marissa, que é “o melhor da raça vampira”. E ele é um personagem forte, ele quer lutar, na verdade, luta desde sempre, quer fazer parte daquela instituição que é a Irmandade, mas não pode. Até a polícia que era o único propósito que ele tinha, apesar de não lhe fazer bem algum, o descartou. O tira nunca teve mole na vida, tudo foi sempre uma droga, mas o cara continua aí, se ferrando e sobrevivendo. Então, sim, Butch é tudo isso! Como se diz no mundo da Irmandade, ele é um macho de valor.

E Butch é hot, amigo! Tira danado! Mesmo com a Marissa empatando as paradas, ele ainda consegue “aparecer”. E a história de vida dele é F. Quando ele desata a contar, você começa a realmente entende–lo.

A Marissa é uma chata. Uma vampira com mais de 300 anos que parece uma criança porre. Ela tem lá seus momentos de fortalecimento interno depois que é expulsa de casa. Em minha opinião o Havers só fez o bem em mandar a irmã passear, mesmo que por motivos tão fúteis. Ela finalmente acordou pra vida. Mas aquelas idiotices do relacionamento dela com o Butch são difíceis de engolir. Porque o livro dele, no caso a parte romântica, só aconteceu devido a mistura de babaquices entre eles nos livros anteriores. Butch parte pra cima, todo machão, mesmo humano e a Marissa... bah! Ela só começa a merecer o Butch lá pro final do livro, quando cresce. Mesmo assim, é egoísta. Ela esteve a ponto de arruinar a vida do cara por só pensar nela, nos medos dela. Depois que ela ficou independentezinha, arrumou sua vida, queria o que? Que o Butch fique em casa, vendo os Irmãos saírem pra lutar, voltarem feridos, os vampiros civis sendo mortos e ele assistindo TV? Claro que sim, porque a Marissinha tava com medo! Buaa!

O período que Butch passa no hospital não é chato, rola toda uma interação, o sofrimento do cara com o mal crescendo dentro dele, V vindo todo dia curá-lo e a Marissa... Bem, não vou fazer spoiler. Mas V vê algo que inferniza sua mente o livro inteiro e ele se sente tão culpado por isso quanto fascinado (com inveja também).

Enfim, o livro é bom. Afinal, é a Irmandade, mas tem suas considerações. As partes do John não são todas chatas, só algumas. As melhores obviamente são quando tem outras pessoas envolvidas além de todo o dramalhão do John. A parte que o Z persegue a Bella pela casa... Eu adoooro! Especialmente quando ela volta com a marca da mordida e Z solto pela casa com seus “rosnados eróticos”. Ui! John com a Layla também é engraçado e o pobre do Blay sendo obrigado a contar suas intimidades. Adoro quando o Blay volta pra aula depois da transição. Quando o pequenino John da uma de machinho, quebra a cara do nojento do Lash e ainda se mete em confusão com o Wrath, é muito bom.

As partes dos redutores, sabemos que de 10 partes umas 6 a gente pode pular! Não pulo, infelizmente, mas dá vontade. Mas até que o Sr. X e o Van deram algum interesse, gostaria até que ambos tivessem vivido mais para aparecer em outros livros que os redutores ficam mais tediosos.

E Marissa que só se mete com macho que não combina com ela. Chata daquele jeito, ela nunca poderia mesmo ter conseguido conquistar o Wrath. (Mas confesso que no 1° livro fiquei com pena dela por ter sido desprezada todo esse tempo). Butch, pra mim também não era o par ideal. Mas creio que ele era o único que teria saco para aguentá-la. E o Rehvenge, cara! Ainda bem que ele se livrou dela, nada haver. Ela nunca aguentaria a verdade sobre ele, com certeza ia cortar os pulsos com faquinha de rocambole. Pra quem já leu a história do Reverendo sabe que a parada é dura!

Agora, esse livro guarda algumas das cenas da Irmandade que eu amo! Sempre me lembro delas. Algo que eu me divirto muito e aparece nos outros livros, mas muda especialmente a partir desse é a descrição da posição dos Irmãos dentro do escritório do Rei. Z perto da janela e da lareira, sempre no canto ou atrás da poltrona do Phury. Rhage que é mega pesado na poltrona feia do Thor (não nesse livro ainda) e o sofá que é reforçado pra aguentar o peso pesado do Butch e do V que sempre sentam juntos. A cadeira de mocinha na qual o Wrath senta também é um barato.

Mas uma das cenas que adoro... A transição do Butch... A Beth precisa se envolver (não vou entrar em detalhes! Quem já leu sabe, quem não leu, corre pra ler!). E o Wrath fica doidoooo! Menina, eu adoro! V e Marissa o segurando, ele pronto pra matar e depois “vou pra cima de você, não posso me controlar”. Aiii como adoro esses machos vampiros possessivos.

E o que é aquela cena da parva da Marissa causando uma explosão de vestidos? Que porcaria tinha naqueles vestidos? Tecido de pólvora? Que isso, produção? Pode isso? Quem foi que explodiu os vestidos?

V tendo um colapso também é sinistro pra caramba, o cara passa o livro todo perturbadão e obviamente tinha que dar M!

Pra não dizer que só impliquei, como eu disse antes, no final Marissa dá a volta por cima, chega finalmente a maturidade adulta (depois de 300 anos!) e ganha um pouco do nosso respeito. Ao menos, ela sempre foi muito solidária, ela gosta de ajudar as pessoas.

Agora, indo pro assunto que os leitores da Irmandade sempre falam. O Butch devia ter ficado com o V, não? Ah, não sei. Só sei que eu os adoro juntos e é bem óbvio que o V tava afim, ele sentia algo muito profundo pelo tira, não era só amizade e nem só desejo. O que ele sente pelo amigo é uma mistura de amor, amizade, respeito, empatia... Já o Butch, nem tanto né. Ele ama o amigo, sente toda essa parada, mas é amigo e pronto. Será que se houvesse a oportunidade de eles terem algo, ele aceitaria? Mas eles são tão ligados, é uma amizade tão estreita, Butch se aproximou de V de uma forma que nem seus Irmãos conseguiram. Eles são tipo o par perfeito, como amigos. Como amantes, nunca saberemos. De qualquer jeito, com shellan ou sem shellan, eles se completam e depois desse livro você vai saber como essa ligação nunca vai ser desfeita, porque um depende da existência do outro.

Ps: Chorei quando o Butch volta em casa e... (não vou contar! Leia o livro!)

Não esqueçam de a partir de hoje visitar o blog pelo nosso novo endereço chiquérrimo:
www.alquimiadosromances.com.br
Saímos do subúrbio, baby! Agora o Alquimia é novo rico, extravagante, morando de frente pro mar, num confortável e espaçoso .com.br! Na festa de inauguração teremos Hugh Jackman como pendurador de casacos. O lindo do Taylor Hanson como afofador de almofada e só chamei o R.Pattinson pra servir o champanhe por consideração a Andréia (Deia)... Mas mandei ele tomar banho antes!


Até a próxima!
Bjuux 

11 comentários:

  1. Que honra! Vou ser a primeira a comentar...
    Adoro o Buch, e como vc tbm achei a Marissa bem chatinha o livro todo, tinha horas que dava vontade de mandar um sopapa naqueles olhos azúis de mar dela... kkkkkkkk
    Eu tbm gostaria de ver o Buch e o Vishous tendo a chance de ficarem juntos, mas como vc mesma disse, não sabemos se dariam certo.
    Mas, com certeza o Vishous seria muito melhor pra ele.
    A Marissa é uma chata mesmo, só perde pra Jane.
    Adorei a resenha e ri muito aqui com o lance da faquinha de rocambole... kkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  2. Estamos muito bem de funcionários para essa inauguraçao... Vou te falar... Bem, como vc é adepta da família Hanson, e Andreia esta mais próxima de Duduzinho, me sobrou o Hugh... Que pena... Fiquei chateada agora... kkkkkkkkkk

    ResponderExcluir
  3. Parabéns pela resenha Lucy! Já li Amante Sombrio e Amante Eterno e curti bastante. Muito em breve pretendo ler os demais volumes de Irmandade daAdaga Negra. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Aêeeeee D.Lucy na ativa!! Parabéns pela resenha Lucy, deu pra perceber como vc é fã da Marissa rsrsrsr

    Pois é minha gente, agora somos .COM.BR, somos fraca não!!

    Obrigada por chamar o Duduzinho pra servir champanhe, mas qto ao banho deixa comigo, eu garanto o asseio do Rapaz.

    Elimar amiga, não quero vc chateada não, eu tomo conta do Hugh pra vc, afinal amigo é pra essas coisas tambem né!

    ResponderExcluir
  5. Ah que isso, Eli! Escolhi o Hugh pensando exatamente em você! Mas se não gostou, tudo bem, posso coloca-lo pra me abanar e chamo o Silvio Santos pra pendurar seu casaco! HAHAÊ!

    Isso mesmo, Deia, acho bom garantir que Patt chegue cheirosinho e não derrube o champanhe que é caro!

    Ahh gente, que bom que curtiram a resenha e meu amor pela Chatissa! LOL

    ResponderExcluir
  6. Oi tem selinho lá no blog.
    Beijos :)

    http://livrosmelosos.blogspot.com/2011/09/selinhos-eba.html

    ResponderExcluir
  7. Hey, Lucy!

    Morro de vontade de ler essa série, mas não faço ideia de quando vou poder... rs. Estão na lista por enquanto.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Ah le sim, Sanzinha! Não vai se arrepender! Garanto!!

    ResponderExcluir
  9. Ai amo livro de vampiros por que sera né esse parecesse ser daqueles meio terror mas deve ser interessante

    ResponderExcluir
  10. oi! sou fá da irmamdade da adaga negra, e sou apaixonada pelo casal butch e marissa.descordo de tudo que vc escreveu ,pois marissa não e chata.ela tem seus motivos foi protegida a vida toda por seu irmão,despresada por 300 anos por seu companheiro e rei wrath.permanecendo intocada, olhada pela glymera como uma femia fraca.ela so tem complexo de imferioridade ,isso deixaria qualquer pessoa insegura.mas ela vai ficando mas experiente ao decorrer da história.marissa não deseja que butch luti porque qem ama cuida,mas a final ela acaba não so concordandoo como o ajuda a passar pela transição.iso prova que ela e uma femia de valor. olha nao e por que vc ler em qualquer lugar isso não te da o direito de escrever qalquer bobagem.isso vai pra vc e todas as pessoas que comcorda com essa baboseira toda que vc escreveu.

    ResponderExcluir
  11. Ainda bem que não sou só eu que não gosta da marissa, oh mulherzinha chata do caramba, e ahhh meu amado Butch, esse cara deveria ser canonizado por aguentar essa cruz, ele é perfeito é meu favorito (é um pacote 2 em 1 porque ele e V não podem ser separados).
    Adorei a resenha, também fiz uma mas não saiu tão boa.

    bjo!

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords