Reflexões de um leitora Apaixonada!

"Tem dias que a noite é f...". Tem um bar aqui no Rio que tem esse nome. Eu nunca estive nesse bar, é bem verdade, mas acho que traduz  um pouco do meu estado de espírito em algumas noites em específico. Essa é uma dessas noites. Fico me perguntando de onde vem essa  paixão desenfreada por livros. Minha irmã só lê se for obrigada. Meu cunhado, nem bula de remédio. Meu sobrinho eu consegui aliciar, e minha sobrinha só tem 2 anos,  e para a sua infelicidade (e a  minha também, já que não sou criativa para dar presentes) ela não lê. A única explicação que me vem a mente é que a culpa é dos meus pais. Eles não gostavam de ler. Nunca os vi com um livro na mão, ou fazendo qualquer alusão a isso. A comunicação que eu tinha com meu pai era extremante silenciosa. Ele tinha quase 50 quando eu nasci. Fui uma "grata surpresa" para um casal de  meia-idade que não pensava mais em ter filhos. Uma só já era o suficiente. Quando minha mãe, já com os seus 40 e lá  vai fumaça  descobriu que estava grávida, foi uma vergonha (para ela pelo menos... Imagina... O que os vizinhos iam falar? Grávida naquela idade? O que ela andava fazendo?). Diante de um quadro tão desolador, muitos podem pensar que tive uma infância traumática,  com pais "velhos" e moralistas. Não! Nem tive o luxo de ser mimada, porque meus pais nunca acreditaram que me dando tudo de mão beijada me protegeriam do mundo. Tive uma infância humilde para os padrões de  hoje, mas feliz. Apesar de uma quantidade considerável de crianças da minha idade morando perto (todos são meus amigos até hoje), não eramos de ficar na rua brincando. Todos se encontravam em festas de  famílias, casamentos, batizados! Nosso contato era estreitado através do relacionamento dos nossos próprios pais. Meu pai tinha se aposentado quando eu tinha 6 anos. Por isso a presença dele é tão marcante na minha infância. Minha mãe não trabalhava, e como eu era uma mala que queria aprender a ler  logo, foi a responsável por me alfabetizar. Uma mulher que não tinha nem a antiga 4ª série foi imbuida de uma tarefa muito dificil, até para os dias de hoje: tornar uma analfabeta uma cidadã. Por que é isso que a leitura significa tanto para mim. O analfabetismo é a escuridão. A leitura, a luz. 

Mesmo com pouco conhecimento, minha mãe conseguiu me alfabetizar. Mas o início da minha saga com os livros ainda ia demorar um pouquinho. Já na adolescência, graças a um surto de meningite, fui parar por um tempo no Hospital. Imagina? Com 11 anos e sem nada para fazer? Não podia ter televisão, não podia ter rádio, e eu não tinha mini-game (na época, todo mundo tinha). O que eu poderia fazer? Aí, meu pai veio com uma máxima: "Porque você não aproveita e lê  um pouco?". Lê???? Será???? Meu pai desceu, foi até uma banca de jornal e comprou três livros da Agatha Christie. Abraçei os livros e fiquei olhando o soro com cara de bunda. Meus pais foram embora, eu chorei um pouco e não tive saída: começei a ler.
O primeiro eu li em 6 horas. Os outros, acabaram em dois dias. Ainda fiquei alguns dias no hospital e meu pai trouxe mais alguns livros, só que agora da série Vagalume. Outros que li numa rapidez espantosa. Li os  romances de banca da minha irmã (livros esses que ela nega que tenham sido dela). As coleções saídas nos Jornais diários eram um oásis para quem tinha acabado de ser mordida pela fera da Literatura. Machado de Assim, Eça de Queiroz, José de Alencar... Esses são os que me lembro de imediato. Depois, vieram os livros do Paulo Coelho, que eu confesso, gostei muito. Hoje, posso questionar algumas mensagens que ele passa aos seus leitores, mas não sua habilidade em contar uma estória. Isso é inquestionável.   Já no Ensino Médio li Nabokov, Kundera, Orwell... Alguns guardo com carinho até hoje. Outros, não quero ver nem amarrada. Mas quando meu estado de espirito é semelhante a esse da imagem abaixo, quando penso que existem tantas pessoas que criticam duramente esse meu hobby, como se fosse algo danoso, e ainda batem no peito dizendo que "não gostam de ler" e que isso é uma perda de tempo,  me lembro que um mundo novo foi descortinado para mim por duas pessoas que mal liam anúncio de mercado. As duas pessoas mais sábias que eu já tive o prazer de conhecer. Existem aqueles que sabem que um bom exemplo é mais importante do que convicções baratas, desprovidas de intelecto e razão. Não podemos  culpar o mundo pelas nossas deficiências. Você não gosta de ler? Azar o seu amigo... Agora, me julgar por que EU GOSTO? E ainda se sentir no direito de me criticar por isso? Em que planeta nós estamos mesmo? Só para saber...


------------------------------------------------------------------------------------------------------------

Como já citei num post anterior, nos próximos 30 dias (na verdade, são 29, mas quem está contando?) o blog Alquimia dos Romances (esse aqui mesmo...) estará promovendo e divulgando o livro da fofíssima Maribell Azevedo, "Amor no Ninho". Livro que conta a estória de amor de Marina e Daniel. Quer saber mais sobre essa estória? Leia as resenhas no skoob clicando aqui  e  aguarde a  nossa resenha.


No mês de março, já temos um livro brasuca para parceria: Senhora Liberdade, da carioca e colega de profissão Marcia Canivello. Aguardem novidades! Ela fará em breve um book tour, o  que dará a oportunidade de vários blogs amigos participar e conhecer o trabalho dessa carioca.

 Em breve, traremos mais novidades do mundo literário brasileiro.

Beijos e até a próxima.

Elimar

11 comentários:

  1. A capa da senhora da liberdade é muito linda! Li

    ResponderExcluir
  2. Nossa, Eli! Essa é uma história e tanto...
    Eu sinceramente não sei de onde tirei essa paixão pelos livros. Ninguém na minha família tinha esse costume de devorar livros, fui a única que nasci com essa gula toda, rs
    Mas não tem nada melhor do que fugir um pouco da realidade e mergulhar em um bom universo literário... fico triste quando as pessoas começam a questionar essa minha paixão também. Alguns acham um absurdo, e quase não nos respeitam. Eu sempre deixo as críticas de lado, não vou deixar de fazer uma coisa que amo por causa dos outros!

    Lindo post, me encantei com a sua história :) Viraria um bom livro, rs

    Abraços,
    http://leitorasanonimas.com

    ResponderExcluir
  3. Que linda a sua história!
    Os seus pais foram incríveis. Sem perceber te trouxeram para o mundo da imaginação.
    Você escreve muito bem, sabia? Seus textos sempre me deixam encantada.
    Beijos
    http://giselecarmona.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  4. Amei seu blog,flor.Obrigada pela indicação no skoob.Seguindo ja em e amei o post.Sua historia é linda e muito fofa ^^

    Bjinnn....

    ResponderExcluir
  5. Já viu a promoção que ta rolando solta no blog O Leitor?
    Ainda não?
    Então corre, que até o dia 05 de Fevereiro você ainda pode concorrer a um dos 6 livros que estão sendo sorteados.
    Beijos e espero você lá,

    Pamela.

    ResponderExcluir
  6. Oi Eli!
    Que história incrível! Meus pais também tiveram minha irmã sem prever, mais ou menos com a idade dos seus pais JDLKAJSA Quem não gosta de ler e se orgulha disso, só digo uma coisa, não sabe o que está perdendo. O mundo que os livros nos abrem é magnifico, lindo e maravilhoso. Só quem é um leitor compulsivo (como nós) sabe disso! KJASLKD *-*
    Ótimas dicas brasileiras, irei pesquisar mais!

    Beijos flor!

    Kamila
    http://vicio-de-leitura.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  7. Wonderful blog!

    xx
    http://eugenemarseille.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  8. agora eu conseguiiiiiiiiiiiiiiii hu-hu....
    que lindo post...vc escreve bem, menina!! Bks

    ResponderExcluir
  9. Nossa, que texto incrível. Realmente ótimo. Você escreve muito bem.
    Minha mãe, por ser professora de português, sempre me incentivou a ler. Só que ela não me incentivava, ela me obrigava. E com isso, tive trauma de ler até pouco tempo atrás, quando eu resolvi dar uma chance para o que hoje virou uma paixão.
    O livro Senhora Liberdade é lindo. Assim que tiver a oportunidade, leia. :)

    Um beijo,
    Luara - @luuara
    http://estantevertical.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  10. Adoooro suas reflexoes! Queria ter o talento de escrever como vc *-*
    Tbm ja fui julgada por ler (e gostar disso) mas eu nem ligo, como vc mesma falou, azar o deles! hehehe mas, na maioria das vezes eu acabo fazendo as pessoas que estão comigo passar a ter esse mesmo gosto, minha mae nao lia, hj ela pega os meus livros emprestados, meu namorado ODIAVA ler, hoje ele está no segundo volume da serie As cronicas de Gelo e Fogo, além de algumas amigas q tb nao gostavam de ler.. sabe, sinceramente acho que qndo a pessoa diz que nao gosta de ler é pq nunca tentou, ou, na maioria das vezes, leu algo que nao agradou, por isso eu sou meio contra ser obrigatorio a leitura dos classicos na escola, sei lá, meio que traumatiza sabe?! hehehehe

    Se eles indicassem livros diversificados ia ser bem melhor.

    Beijocas!

    ResponderExcluir
  11. Oi, Elimar, conheci o blog através de um recadinho do skoob e vim dar uma olhadela.
    Adorei ler seu post, falando um pouco da sua história de vida. Também amo muito ler apesar de ter sido criada por pais que nunca abrem um livro...
    A minha história com os livros eu atribuo um pouco a ter sido uma adolescente excessivamente retraída, sem amigos e que sofria um pouco de bullying (mas isso na época ninguém queria saber o que era, né?). Passava os recreios e os intervalos entre as aulas mergulhada nos livros.
    Hoje estou sempre lendo alguma coisa e as pessoas ao meu redor às vezes se espantam com minha "mania" de ler... Engraçado... São as mesmas pessoas que às vezes se espantam por eu saber umas coisas que elas nem imaginam como eu pude aprender.
    Conheço pessoas que se orgulham de odiarem ler... É triste confessar, mas me dá um pouco de dó... Acham que a TV e a internet podem suprir toda a nossa demanda por conhecimento e diversão. Eu acho que não... E vou seguindo meu caminho.
    Parabéns pelo blog!!! Eu também me aventuro a escrever na internet, é mesmo uma delícia!!!
    Beijo e até breve, Fê

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords