[Resenha] O Beijo mais sombrio: Gena Showalker!

O Beijo mais sombrio
Série Senhores do Mundo Subterrâneo
Livro 2


Há muitos séculos Anya, a deusa da anarquia, controla os corações e as almas dos homens... porém, jamais sentiu prazer. Até conhecer Lucien, a própria encarnação da morte. Um guerreiro destinado a conduzir almas para o outro lado. E ele tem um poder sobre ela que homem nenhum jamais teve. Anya está disposta a arriscar qualquer coisa para possuí-lo. Mas quando Lucien recebe ordens dos deuses para levar a alma de Anya, eles devem escolher entre derrotar as forças que os condenam ou sacrificar seu amor em nome de uma vontade divina...


Comentários:
Segundo livro da Série Senhores do Mundo Subterrâneo. O que posso dizer? Bem mais hot do que o primeiro, aqui ficamos conhecendo um pouco mais da natureza de Lucien, o Guardião da Morte. Um homem que mantém suas emoções muito bem vigiadas, e que não permite que ninguém se aproxime para não se machucar. Até que uma certa deusa abusada aparece em seu caminho e o deixa completamente fora de combate. Anya, a deusa da Anarquia, está em fuga. Cronos quer sua cabeça de qualquer jeito, e ordena que Lucien a mate e entregue seu corpo a ele. Sem saber o que fazer, e completamente atraído pela deusa, nosso Senhor resolve "obedecer" ao seu novo mestre, indo atrás dela para cumprir o prometido. Mas quem disse que Anya vai facilitar as coisas? O clima entre os dois é por deveras tenso. Ambos parecem que vão incendiar as páginas, tamanha a tensão sexual entre eles. Anya sempre foi um espírito livre, que não abre mão de sua liberdade, nem mesmo em nome do amor. Muito cedo, ela foi amaldiçoada pela esposa de seu pai, que revoltada com a traição, jogou uma maldição em Anya. Não vou contar qual é a maldição, mas posso dizer que nossa "heroína" sofre horrores por causa disso. Ao ajudar o casal do primeiro livro, Maddox e Ashley, Anya se sente atraída de imediato por Lucien, que tenta manter a compostura de qualquer jeito, mas com aquela mulher ao seu lado, fica difícil. Ao longo do livro, vemos outros personagens passando por grandes dilemas: Paris acaba conhecendo uma mulher que o leva ao extremo do desejo, nos apresentando a sua possível companheira, uma certa moça sem atrativos, chamada Sienna. Reyes correndo atrás de Aeron, que consegue se soltar da masmorra e ir atrás das quatro mulheres inocentes que precisa matar, a mando de Cronos (cada livro que passa, odeio mais esse cara). Não nos fica claro se encontrou alguma delas, mas ele consegue chegar ao esconderijo de Danika, a mulher que tem tirado o sossego do  Guardião da Dor. Fiquei simplesmente encantada com o relacionamento de Lucien e Anya. Dois sobreviventes que carregam uma maldição maior que as suas vidas, obrigados a abrir mão de algo que precisam fazer em nome do amor. Adorei também o fato de Anya não ser um mocinha típica: ela mente, rouba, seduz, sempre mantendo sua essência, nunca se enganando sobre quem ela realmente é. Em cada livro, a trama da caixa de Pandora vai se descortinando, dando mais elementos para que fiquemos grudados nos livros, aguardando com ansiedade os próximos. 


E para quem for do Rio de Janeiro, no dia 20 de julho, às 19:00, o blog estará promovendo o seu primeiro evento. Se você estiver próximo ao Shopping Rio Sul, de uma passadinha pela Saraiva de lá. Teremos sorteio de brindes e um quiz bem legal. 




Beijos!


Elimar

5 comentários:

  1. Tenho um imenso carinho por este livro, talvez porque foi por causa dele que conheci esta série que adoro. Sem falar que Anya e Lucien me fizeram esquentar com suas cenas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  2. Li este livro tem pouco tempo, e ele realmente me surpreendeu ainda mais que o primeiro. O amor de Lucien e Anya tem um tamanho tao grande e toma proporções imensamente perigosas. Eu me prendi a cada pagina, e estou amando a serie. Amei a resenha, exatamente como o livro se passa. Cada guerreiro com suas características, maldiçoes, medos e fragilidade.
    Eu queria tanto ir nesse evento.

    ResponderExcluir
  3. Nunca ouvi falar dessa série. Para falar a verdade, agora que estou me acostumando com esse tipo de livro. Desde que li A Irmandade da Adaga Negra que estou a procura de novos sagas com a mesma "pegada". Acho que Senhores do Mundo Subterrâneo é um bom candidato para minhas novas leituras.

    Adorei a resenha, muito bem escrita. Da próxima vez fale mais dessa "tensão sexual" kkkkkkkkkkk

    Um grande abraço,
    Deivison Amorim
    Blog Eu Tenho Livros - @eutenholivros
    http://eutenholivros.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Oi!!!

    Acabei de comprar o livro 2, já tava doida p ler, agora com essa resenha estou loucaaaaaaaa, hehe.

    Muito boa essa série literária!

    bjs***

    ResponderExcluir
  5. Oi Eli
    primeiro preciso ler o livro 1, que ainda nem tenho.
    mas parece ser bem legal.

    http://lostgirlygirl.blogspot.com.br

    bjos

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords