[Resenha] Malícia: Chris Wooding!




Sinopse: 

Segundo uma lenda urbana, existe uma revista secreta, Malícia, sobre um mundo macabro repleto de armadilhas e horrores, supervisionado por Jake Gigante, um sinistro mestre-de-cerimônias. Dizem ainda os boatos, que os adolescentes que aparecem na revista são pessoas reais, desaparecidas do nosso mundo e aprisionadas nos quadrinhos, vítimas das provações mortais de Jake Gigante. O livro intercala texto e quadrinhos.




Comentários:

Um amigo meu (Professor de Língua Portuguesa) diz que se um livro voltado para o público jovem, não conseguir prender um adolescente nas cinco primeiras páginas, nem adianta tentar: o livro vai ser um fracasso. A figura pode andar com o livro pra baixo e para cima, que nada vai fazer as coisas mudarem. Na cabeça do guri, o livro não emplacou. Aqui em casa, sou só eu de blogueira, mas divido minhas leituras com o meu sobrinho de 15 anos, que vive pegando meus livros para ler. E depois sai por aí dizendo que os livros são dele. Ainda pego esse moleque... Mas voltando ao assunto que nos interessa, que são os livros, quando a Editora Geração Editorial mandou esse livro aqui para casa, meu sobrinho já abriu um olho do tamanho do de Tandera, e já foi logo dizendo que ia ler. Como eu tinha outros compromissos na frente, deixei o moleque ler primeiro, porque se tem uma coisa que eu não sou, é egoísta (não nesses casos).  Durante a semana dureza que tive, só vi o garoto com o livro na mão. Olhos vidrados e atenção total voltada para "Malícia". Até o computador o garoto abandonou (e olha que para conseguir isso, tem que ser algo muito bom...). Assim que ele terminou, tive que perguntar: "E aí? Gostou?". O guri não pensou duas vezes, e respondeu: "Muito Foda!".  Depois dessa prova irrefutável da qualidade do livro (poxa gente... Não era somente "legal"... Era "Muito foda"!), tive que colocar outros para escanteio, e começar a ler esse. E não é que o guri tinha razão? O livro tem como a grande protagonista a tal revista macabra chamada de "Malícia". Segundo rumores, a revista possui um encanto que traga as pessoas para dentro de suas páginas, fazendo com que elas desapareçam. É claro que as pessoas não acreditam nessa estória, achando que tudo não passa de uma grande jogada de marketing para fazer os adolescentes investigarem. O lance é que Luke (um garoto "esperto") decide provar para Heather que isso tudo é estória para boi dormir, e que não havia a menor possibilidade de que pessoas desaparecidas tivessem ido parar dentro da revista. Depois de ouvir alguns rumores de como as pessoas supostamente seriam tragadas para dentro da revista, Luke resolve fazer o tal ritual para tirar a prova. O tal ritual consistia num certo chamado, onde  Jake Gigante - o cara que comandaria tudo que rolava dentro do mundo de Malícia - deveria ser convocado a levar o maluco que o chamou para dentro da revista. Mesmo nada acontecendo, nosso amigo Jake fica com uma sensação ruim, mas acredita ter provado o seu ponto de vista. O problema acontece depois: Luke desaparece do mapa, deixando seus amigos Seth e Kady desesperados, e procurando explicações que fossem palpáveis para explicar o seu sumiço. Em meio a investigações, eis que ele acham uma outra edição da famigerada revista, e eis que a surpresa acontece: Luke estava dentro da revista, e correndo perigo. O que eles podem fazer agora para salvar o amigo? Só lendo para saber...

O que eu posso dizer mais do livro? Personagens cativantes, leitura mais do que agradável, trabalho gráfico feito com um capricho de fazer inveja a outras editoras... Na segunda edição eu iria sugerir uma nova revisão, já que encontrei alguns errinhos, que não tiram em nada o brilhantismo do livro. Só espero que o segundo da série não demore a ser lançado (pois é gente... Eu fujo das séries, mas elas me encontram... Fazer o que? rsrsrsrsrsrs)

Beijos!

Elimar


8 comentários:

  1. Oi Elimar. Quer fazer o favor de não deixar a gente curiosa assim! E o seu sobrinho tá proibido de ler, rsrsrs. Brincadeirinhas a parte, que resenha amiga. a vontade que dá e de sair agora e comprar um. Se eu visse o livro e lesse a sinopse provavelmente nao me interessaria, mas depois dessa resenha. Minha filhota que vai adorar. bela dica e, esconde os livros do seu sobrinho. bju
    Eykler

    ResponderExcluir
  2. Oi Elimar, estou com este livro aqui em casa e confesso que não estava muito animada pra pegar, pois me pareceu ser meio infantil pro meu gosto, mas lendo sua resenha, vi o livro com novos olhos e com certeza vou colocá-lo de volta na fila de leitura. Vlw pela resenha. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Muito foda!! kkkkkkkkkkkkkk
    Concordo! Se os adolescentes não gostarem, não irão gostar lá na frente.
    Eu adoro a capa desse livro e estou doida para ler. Sua resenha me deixou mega curiosa!
    bjuss

    www.terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Curti a resenha.
    Não dava nada por esse livro, mas seu entusiasmo me convenceu!
    Vai para a lista!

    Bjks

    ResponderExcluir
  5. Olho do tamanho do de Tandera? caramba isso
    me remeteu ao meu passado... nossa como era bom..
    Só lendo pra saber? jura..... Caramba!!
    muito foda hehehhehehehe Quero ler... hehe

    bjss
    http://dailyofbooks.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Eu ainda não li, mas assim que recebi o que mais me atraiu foi a mistura de gêneros, quadrinhos e prosa moderna. É um incentivo a leitura , assim que der vou fazer umas capitulações sobre ele, valeu ELi.

    ResponderExcluir
  7. toda resenha q eu leio desse livro todo mundo diz q é super bom.
    to mega curiosa pra ler viu

    ResponderExcluir
  8. Oi Eli!!
    Com certeza um "muito foda" é um super elogio vindo de um adulto.
    Confesso que ao ver a capa o livro não chamou minha atenção, sem contar que parece HQ.
    Mas saber que vc gostou despertou sim meu interesse.
    bjs

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords