[2ª Semana de Nacionais#4] O Preço da Imortalidade: Felipe Santos



Sinopse:

Uma revolta de camponeses nas terras do nobre inescrupuloso Truman em 1213 termina sem vencedores. Três dias depois da luta William Brenauder acorda preso numa masmorra escura e úmida. Um jovem camponês de apenas dezesseis anos descobre que escapou da morte ao se transformar na temida criatura condenada a sugar eternamente o sangue dos homens. Seu lar não existe mais, toda a sua família foi morta por um vampiro e todos os acontecimentos do dia da revolta estão apagados da mente do jovem. Arrastado para um novo mundo onde os fracos sucumbem e a justiça não existe, William descobrirá que intrigas, inveja e orgulho ditam as leis dos imortais. Mas agora o secular jogo de poder entre os vampiros está prestes a mudar. Dividido entre o desejo de vingança contra o desconhecido assassino de sua família e o medo de perder o que resta de sua humanidade, o camponês terá que trilhar uma linha perigosa entre o bem e o mal. Seu lado mais negro está cada vez mais perto de assumir o controle e a chave do mistério está nas suas memórias perdidas. O tempo está correndo contra ele e, mais cedo ou mais tarde, o jovem descobrirá que na vida ou na morte a imortalidade tem seu preço.

Comentários:

Esse estava a tanto tempo na minha estante, que resolvi não mais negligenciá-lo. Eu tive o privilégio de conhecer o autor, Felipe Santos, em um dos encontros do Skoob aqui no Rio de Janeiro, e consegui pegar um autógrafo. Eu tirei uma foto também, e se eu não tivesse ficado tão bizarra, eu mostraria para vocês. Mas graças a Deus, o que interessa aqui são as minhas impressões em relação ao livro, então, lá vai: Para os fãs de vampiros, mais uma leitura obrigatória para ter nas suas estantes. Sua trama é desenvolvida na Idade Média, e conta a trajetória do jovem William Brenauder, que não consegue explicar como se tornou vampiro e quem é o responsável por sua transformação. Ao contrário dos outros vampiros, William desenvolve seus poderes de maneira muito rápida, o que acaba sendo uma surpresa para aquelas que tentaram de alguma forma acabar com ele. Tendo sua família assassinada, William jura vingança e acaba se unindo a um grupo de vampiros cruéis, que já tinham planos para o nosso "herói": entregá-lo como cordeiro em um julgamento, onde William deveria pagar sua pena em uma floresta infestada de inimigos, que poderiam causar a sua morte (aqui os vampiros morrem). Em meio a complicação que a sua vida havia se tornado, William ainda teria que infrentar mais perigos. Se você está pensando em vampiros que brilham (eu não resisto... rs), amores que ultrapassam os preconceitos ("ele é vampiro, eu sou humana"), pode esquecer. Esse livro está mais próximo dos grandes clássicos, como Anne Rice, por exemplo, onde os vampiros são maus, e tem sede de sangue e poder. Achei a leitura densa, e tive que parar várias vezes, para dar uma respirada. Por favor, não é que o livrl seja pesado ou algo do tipo, porque não é. O que percebi foi uma pesquisa histórica muito bem feita e entrelaçada com a trama, o que pode deixar um leitor menos experiente cansado, já que estão acostumados a "ação" um pouco mais cedo nos livros. É o tipo de ficção alto nível, que não alcança a todos do mesmo jeito. Eu recomendo para você, que gostaria de conhecer os verdadeiros vampiros, que demonstram que a humanidade passou longe...

Elimar

7 comentários:

  1. Oi Elimar, resenha primorosa. Não conhecia o livro e nem o autor, mas depois de ler sua resenha já anotei aqui. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  2. Parabéns pela resenha Elimar! Já li O Preço da Imortalidade e curti bastante. Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Não conheço o livro, mas adorei ao ler sua resenha. Uma escrita bem interessante
    bjs

    ResponderExcluir
  4. Mais uma dica nacional que sempre é bem vida. Não conhecia este livro. Boa resenha, quem sabe leio qualquer hora.

    ResponderExcluir
  5. Oi elimar.. gostei da resenha e nunca dispenso um vampiro.. Hehe
    mais fiquei na dúvida se seria cansativo, pois eu gosto de mais ação e não tanta história..
    Beijos mila

    ResponderExcluir
  6. Oi Elimar!!! O que você falou vampiros????? E daquele livro que te prende e vamos os aventurar????? To dentro. Gostei muito da sua ideia da semana dos nacionais. Uma oportunidade e tanto para conhecermos autores que nem imaginávamos existir e livros que nos leva a aventurar por um mundo tão fascinante, que é o mundo literário. bjoks
    Eykler

    ResponderExcluir
  7. Eu gosto de livros com fundo histórico intrincados a narrativa,acho que mesmo denso,vou apostar na leitura.

    adoro suas dicas,mas o meu bolso fica desesperado.

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords