[Resenha] Garota Exemplar: Gillian Flyn!


Sinopse:

Uma das mais aclamadas escritoras de suspense da atualidade, Gillian Flynn apresenta um relato perturbador sobre um casamento em crise. Com 4 milhões de exemplares vendidos em todo o mundo – o maior sucesso editorial do ano, atrás apenas da Trilogia Cinquenta tons de cinza –, "Garota Exemplar" alia humor perspicaz a uma narrativa eletrizante. O resultado é uma atmosfera de dúvidas que faz o leitor mudar de opinião a cada capítulo. Na manhã de seu quinto aniversário de casamento, Amy, a linda e inteligente esposa de Nick Dunne, desaparece de sua casa às margens do Rio Mississippi. Aparentemente trata-se de um crime violento, e passagens do diário de Amy revelam uma garota perfeccionista que seria capaz de levar qualquer um ao limite. Pressionado pela polícia e pela opinião pública – e também pelos ferozmente amorosos pais de Amy –, Nick desfia uma série interminável de mentiras, meias verdades e comportamentos inapropriados. Sim, ele parece estranhamente evasivo, e sem dúvida amargo, mas seria um assassino? Com sua irmã gêmea Margo a seu lado, Nick afirma inocência. O problema é: se não foi Nick, onde está Amy? E por que todas as pistas apontam para ele?

Comentários:

Eu tinha que ler esse livro. Simples assim. Eu li a sinopse em algum blog que sigo e fiquei fascinada com esse thriller sobre um casamento de aparências, onde somos levados de um lado para outro, ora concordando com o marido, ora concordando com a esposa. A narrativa de Gillian Flyn é simplesmente fantástica. Ela conduz a leitura de uma maneira, que nos leva a crer em uma coisa, e logo depois, para outra. Se você está com a sensação de que esse livro é um jogo de ping-pong, acertou! O livro já começa com o desaparecimento de Amy Dunne, a doce e meiga esposa de Nick Dunne. Ninguém sabe o paradeiro de Amy, e todos passam a suspeitar de Nick, já que alguns indícios apontam para o suposto assassinato dela. Ambos estavam casados a cinco anos, e justo nessa data, Amy desaparece. Dividido em três partes, o livro mescla momentos em que Nick relata os fatos a partir do seu ponto de vista, e também trechos do diário de Amy, o que torna tudo mais pessoal. Os dois personagens são fortes, e deixam o leitor quase sem ar. Somos confrontados por suas verdades, e ficamos numa verdadeira encruzilhada, não sabendo quem é o manipulador ali.  Com relação ao desaparecimento de Amy (que no caso, se tornou algo bem previsível descobrir quem era o verdadeiro responsável), não acredito que tenha sido essa a real proposta da autora. Isso acaba ficando em segundo plano, pois o que chama mais a atenção do leitor é a forma como ela nos leva para dentro desse jogo psicológico intenso, onde não existem mocinhos e vilões, só pessoas reais, que podem mostrar o seu lado mais cínico e cruel. Mesmo tendo gostado do livro, achei que a autora deixou algumas lacunas na trama, que pouco me convenceram (não posso falar, infelizmente). Esses "buracos" não tiram a qualidade do livro, longe disso, mas acho que nesse momento da narrativa, que é tão instigante, a autora acabou falhando. Na boa... Para mim, faltou criatividade! Eu, que sou uma escritora "de merlin", pude pensar em várias opções melhores do que aquelas apresentadas no final. Mas, como não fui eu a responsável pela obra, deixo nas mãos de vocês a decisão dessa trama: boa ou ruim?


Aqui uma entrevista da autora, falando um pouco sobre o livro. Vocês vão gostar também. 


Beijos!

Elimar

8 comentários:

  1. Eu também me apaixonei pela sinopse e fui logo atrás dele,mas depois de ler sua opinião acho que posso colocá-lo um pouco mais abaixo na minha lista de prioridades,quero ler e conhecer a narrativa,mas vou priorizar outras agora,pois você sabe que considero demais as suas opiniões e geralmente elas combinam com as minhas.

    Resenha linda,não me tirou o interesse,longe disso,só me deixou mais a par do que realmente é o livro.

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ola, vejo muitos blogs falando deste livro.
    Pelo que li de sua resenha, a historia deve ser boa.
    Fiquei curiosa para saber esses buracos que a autora
    deixou e tal, mas fico meio assim se a narrativa for lenta
    ou sei la. Enfim adorei ler sua opinião
    bjs

    ResponderExcluir
  3. Ainda não li esse livro e também não estou curiosa sabe? (tua resenha ajudou bastante hahahaha)
    Mas adorei teu blog, estou te segindo =)

    Beijos,
    Carol e seus livros.

    ResponderExcluir
  4. Oi, Eli estou doida para ler este livro. Várias pessoas que conheço leram e ficaram vidradas. Gostei de sua resenha. Valeu!!!

    ResponderExcluir
  5. Minha mãe leu esse livro e não curtiu!
    Normalmente eu gosto de um bom suspense, mas não me interessei pela sinopse desse.

    Bjks

    ResponderExcluir
  6. Eu não me sinto atraída por este livro, não sei porque mas não tenho vontade de ler este.
    Adorei sua resenha, bem elucidativa, mas mesmo assim, pelo menos por enquanto, vou deixar esta leitura para outra hora.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  7. Hiii agora não sei mais o que esperar deste livro, fiquei com o pé atras.. Eu como a Lia não me sinto atraida pelo livro, mais o marketing foi tão grande que fiquei curiosa..
    Vou ler para crer.. mais só depois..
    Parabéns pela resenha..

    beijos mila

    ResponderExcluir
  8. A sinopse já me pegou. Esse jogo de ping pong, mistérios, desaparecimento... ai ai esse livro é "meu número". Quero muito ler, mas vocês ficam postando resenhas de uns livros melhores que outro e eu quero todosssssssssssss. Adorei a resenha e a forma como descreveu o que nos espera. Dica anotada. bjoks
    Eykler

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords