[Resenha] Onde terminam os arco-íris: Cecelia Ahern!

Sinopse:

Um encantador romance sobre dois amigos de infância com quem o destino parece brincar. De crianças travessas a adolescentes rebeldes, Rosie e Alex uniram-se como unha e carne, mas a família de Alex se muda e eles se separam. A mágica conexão entre os dois acompanha os altos e baixos da vida de cada um, mas nenhum deles sabe se sua amizade conseguirá sobreviver à distância. Mal-entendidos, circunstâncias e a mais absoluta má sorte os mantiveram separados. Mas quando se virem diante da última oportunidade, apostarão tudo em nome do verdadeiro amor?

Comentários da Paty:

Onde terminam os arco-íris é o segundo livro de Cecelia Ahern. Até agora é o de que mais gostei (li P.S.: eu te amo; A Vez da minha vida; O livro do amanhã e Se você me visse agora). Ele também entrou para a lista dos meus livros preferidos.Levei míseros três dias para terminá-lo. Não conseguia largar. É certo que vou reler algum dia (se a crescente fila de livros permitir, é claro).

Ele é diferente de tudo que li da Cecelia Ahern, inclusive a narrativa: o livro é escrito através de cartas, bilhetes, e-mails, SMS, conversas pelo MSN, cartões postais, convites entre Rosie Dunne, Alex Stweart, família e amigos. Apenas o epílogo foge à regra. Por nunca ter lido nada nesse formato, estranhei à primeira vista. Cheguei a pensar que a leitura poderia ser maçante. Ainda bem que me surpreendi e já na primeira página me apaixonei por Rosie e Alex. 

Adoro romances que começam com amizade, mesmo um tão conturbado como esse. Rosie e Alex são os melhores amigos desde a infância. Eles estudam na mesma turma e estão sempre juntos. Tudo caminha para que se envolvam e é aí que o destino entra em ação pela primeira vez: a família de Alex se muda para Boston. Ainda assim, a amizade continua como antes. Rosie chega a planejar sua mudança para Boston, quando um acontecimento inesperado e bombástico altera tudo, mais uma vez. Rosie continua em Dublin. Nessa parte, Katie entra em cena. Prestem atenção nela. Katie tem participação decisiva no desfechoda história.


Em muitos outros momentos, o destino, mal-entendidos, circunstâncias da vida e, até, medo de arriscar mantiveram os dois afastados. Dá raiva e pena ao mesmo tempo. Algumas vezes, Rosie nos dá a impressão de que se contenta com pouco, quando poderia ter mais se lutasse. E Alex também não se arrisca. Ao menor obstáculo, recua. Sem contar que não deixavam claro o que sentiam um pelo outro. Ou seja, dois idiotas com o destino conspirando contra. Dois idiotas adoráveis, que fique claro.
Embora eu tenha chorado algumas vezes, o livro é muito engraçado também. Os bilhetes trocados por Rosie e Alex na escola são hilários. Os apelidos que eles colocam nos professores e colegas são os melhores. As cartas dos professores convocando os pais dos dois para conversar sobre o comportamento dos filhos são divertidíssimos. Mas, o que mais me fez rir foram os erros de grafia do Alex. Rosie corrigia o tempo todo e, mesmo assim, ele continuou escrevendo errado a vida toda. As conversas entre Alex e o irmão sobre o significado do silêncio são impagáveis. Não dá pra explicar muito sem estragar a leitura. As incursões de Rosie em salas de bate-papo são de chorar de rir. Até o nome que ela usa tem a ver com Alex: Botão-de-ouro (é como ele a chama desde que encenaram uma peça na escola, aos seis anos. Ela era a Princesa Botão-de-ouro e ele, o Príncipe Raio de Luar).

Além de Alex, Rosie tem duas ótimas amigas: Ruby e Julie. Elas a incentivam a melhorar de vida e a se arriscar um pouco. As conversas entre elas são muito engraçadas, também. A amizade entre Julie e Rosie começa de forma inesperada. Elas não se davam bem no início. É bem divertido o modo como se tornam amigas.

Entre choradeiras e risos, Onde terminam os arco-íris nos faz pensar sobre as consequências de nossas escolhas e que, mesmo saindo um pouco do caminho que traçamos para a nossa vida, sempre chegamos ao nosso destino. Enfim, uma história apaixonante, quepoderia ser sua, minha, de um conhecido, de um amigo. É isso uma das coisas que mais gosto nos livros da Cecelia.


Onde terminam os arco-íris: Cecelia Ahern
ISBN:8573164581
Editora: Relume Dumará 
Ano: 2006
Edição: 1
Número de páginas: 384

P.S.: Coincidência ou não (já não sei mais se acredito em coincidência depois de ler tantos livros da Cecelia Ahern), no dia em que terminei a leitura vi o último episódio da série Brothers and Sisters, nele Nora Walker cita George Eliot (que era uma mulher, na verdade):Nunca é tarde demais para ser o que você poderia ter sido. Essa frase sintetiza bem a história de Rosie e Alex.

Patrícia Gregorio é jornalista. Ama ler. Romance, história e futebol são os temas preferidos. Adquiriu o hábito da leitura com os gibis da turma da Mônica. Ela já publicou um livro. Foi a organizadora de “Meu Jogo Inesquecível – Jogos imortalizados por vascaínos apaixonados”, pela Editora Leitura.

21 comentários:

  1. Oi meninas

    Não conhecia esse livro da Cecilia Ahern, mas o último livro que li dela não me agradou muito!
    Fiquei com o pé atrás;;rs
    Mas pela resenha parece que é legal.
    Ainda não o vi pra vender nas livrarias...e vi que é de 2006! o.o

    beijos

    ResponderExcluir
  2. Qual você leu, Raffa? Eu comprei esse na estante virtual há uns dois meses, mais ou menos. Na verdade, só soube da existência dele lendo a orelha de O Livro do amanhã.
    Fico feliz que tenha gostado da resenha.
    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Adorei a resenha!! Eu não conhecia o livro e já me apaixonei por ele,com toda certeza vai para minha lista,adoro livros que despertam emoções,as vezes conflitantes durante a narrativa.

    Obrigada pela dica!!

    bjsss

    Bianca

    http://www.apaixonadasporlivros.com.br/

    ResponderExcluir
  4. Já fiquei animada, pois conheço a autora.
    As duas capas são lindas. Gostei da resenha,
    deu pra saber mais sobre o enrredo do livro.
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Solange. Se você gostou da resenha, vai amar o livro. eu prefiro a capa irlandesa.
      Beijos

      Excluir
  5. Eu amei este livro, faz uns 20 dias que eu li e só de ler sua resenha já me emocionei aqui, que história linda e escritora fantástica! É daqueles livros que a gente sente que é com a gente que acontece tudo rs recomendo!

    ResponderExcluir
  6. Ainda não conhecia o livro, mas já está na lista dos desejados. Adorei sua resenha e espero conseguir conferir o livro em breve.
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Lia! Eu comprei na estante virtual.
      Beijos

      Excluir
  7. Oiii Que resenha linda!!
    Eu tb adoro livros em que temos dois amigos que se se apaixonam, mais isso tá dificil de acontecer hj em dia.. Sei lá!! hehe
    Gostaria de ler este livro ^^

    beijos Mila

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada, Mila! Eu comprei na estante virtual. Não sei se tem em outras livrarias.
      Beijos

      Excluir
  8. Não adianta... eu não consigo gostar de nenhum livro dessa mulher. Acho que ela é o Nicholas Sparks para mim.
    Quem sabe esse não mude minha opinião?


    Bjs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu sou suspeita, Bia. Adoro os dois. Se tiver chance, leia esse. Acho que você pode gostar. Ele é diferente dos outros livros da Cecelia.
      Beijos

      Excluir
  9. Oi, Paty, apesar de Cecelia Ahern não ser minha autora preferida gostei muito de fazer a semana dela lá no blog a mais de uma mês atrás. Não li este livro, apenas apresentei ele. Gostei de sua resenha.

    ResponderExcluir
  10. adoro essa autora!
    eu li esse livro dela já faz um tempinho, lembro que eu chorei muito, amei

    http://www.lostgirlygirl.com


    bjos

    ResponderExcluir
  11. Patrícia querida ( gosto tanto de suas resenhas que você se tornou uma querida para mim..rsrs)

    Adorei sua resenha, ja tinha visto uma resneha positiva sobre esse livro em outro blog e depoisd e sua aprovação, fato, tenho que encontrar esse livro.

    Aprendi a gostar dos livros da Cecelia e diferente de algumas meu primeiro livro não foi P.S.: eu te amo, pois como já tinha visto o filme, deixei para o final da lista. Iniciei minha vida de leitora dela com A Vez da minha vida e adorei!
    O jeito que ela escreve, os personagens reais misturaods com situações imaginárias. As situaçãos e problemas contidianos que podem acontecer com qualquer pessoa.

    Já consta comprado e na minha lista O livro do amanhã e agora irei a caça de Se você me visse agora e Onde terminam os arco-íris.

    Valeu pela resenha!

    Ps: Depois de ler Cecelia, Emily Giffin e Nicholas, é muito dificil acreditar em coincidências né?!kkk

    Xeiro.

    ResponderExcluir
  12. Esse livro é fantástico! É daqueles tipos de livros que nos prendem e a gente se lembra da história, passe o tempo que for. Lindo!!

    ResponderExcluir
  13. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  14. Não tenho como dizer que não gostei do livro, mas que dá muita raiva isso dá. Principalmente pela falta de coragem de ir adiante do Alex ( ele sabia o tempo todo o que tinha ocorrido no bar aos 16 e mesmo assim ele sempre deu uma recuada e ainda por cima ouviu o pior conselhos de todos do irmão mais velho "espere q ela virá até vc".)
    Confesso q não conseguir largar o pc até acabar (acabei vendo o dia nascer literalmente), mas acho q de certa foram valeu apena e espero q os roteiristas do filme tenha modificado apenas as partes q não curti.
    E adorei a resenha.

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords