[Resenha] Alma? O Protetorado da Sombrinha #1: Gail Carriger!


Sinopse:

Alexia Tarabotti enfrenta uma série de atribulações sociais, quiproquós e saias justas (embora compridíssimas) em plena sociedade vitoriana. Em primeiro lugar, ela não tem alma. Em segundo, é solteirona e filha de italiano. Em terceiro, acaba sendo atacada sem a menor educação por um vampiro, o que foge a todas as regras de etiqueta.

E agora? Pelo visto, tudo vai de mal a pior, pois a srta. Tarabotti mata sem querer o vampiro ― ocasião em que a Rainha Vitória envia o assustador Lorde Maccon (temperamental, bagunceiro, lindo de morrer e lobisomem) para investigar o ocorrido.

Com vampiros inesperados aparecendo e os esperados desaparecendo, todos parecem achar que a srta. Tarabotti é a responsável. Será que ela conseguirá descobrir o que realmente está acontecendo na alta sociedade londrina? Será que seu dom de sem alma para anular poderes sobrenaturais acabará se revelando útil ou apenas constrangedor? No fim das contas, quem é o verdadeiro inimigo, e... será que vai ter torta de melado?
Uma das séries de Steampunk mais cultuada do mundo.

Comentários:

De vez em quando as editoras brasileiras trazem uma surpresa dessas para o Brasil, o que me deixa muito contente. Esse seria um livro que eu deixaria passar (confesso). A capa achei estranha, e não tinha nada a ver com a protagonista (na minha humilde opinião). Li a sinopse e meu ceticismo me fez torcer o nariz mais uma vez. Pensei, "não vou comprar não... Vou ler emprestado". Eis que uma amiga rica me empresta o tal "Alma?" (Vou devolver Vânia... rs), e ele fica me olhando por algumas semanas. Até que ontem, movida por uma força invisível, resolvi finalmente dar uma chance ao livro dessa tal de Gail Carriger. E não é que eu não consegui largar o danado? Dizer que eu adorei a Alexia é pouco. Amei essa personagem LINDA, que graças a uma família esnobe, cresceu acreditando que era feia e inconveniente, aceitando a sua condição de solteirona como algo inevitável, que jamais mudaria. Mas nem por isso nossa heroína se tornou alguém apagado e sem viço. Alexia é perspicaz, engraçada e inteligente, e sempre se mete nas maiores confusões. Por não ter alma (algo que ainda não consegui entender muito bem, visto que ela tem sentimentos, o que não minha opinião, só alguém com alma poderia ter), ela é uma preternatural, ou seja, um ser que anula os poderes sobrenaturais de outros seres, como vampiros e lobisomens.

"Nunca imaginara que encontraria um deles na forma de uma solteirona de personalidade forte demais, vivendo no coração da alta sociedade londrina, acompanhada de duas irmãs tolas e de uma mãe mais idiotizada ainda". (p. 49)

Seres como ela (que são poucos), são temidos por vampiros, e considerados uma doença. Já pelos lobisomens, ela é vista como uma cura. Melhor para ela, já que tem um certo Lobisomem achando que a Senhorita Tarabotti muito inconveniente e mexeriqueira, resolve ficar de olhos bem abertos, porque quando Alexia estava por perto, era confusão na certa. A família problemática de Alexia não sabe que ela é uma preternatural, mas seus amigos mais próximos sim, entre eles, Lorde Akeldama, um vampiro de aproximadamente 400 anos, meio afetado e muito fofoqueiro, que está sempre por dentro de todas as novidades de Londres. As explicações que ele tem para explicar, por exemplo, o seu rompimento com a colméia de vampiros que fica em Londres é hilária:

(...) "o rompimento aconteceu por questões mais labirínticas. Tudo começou quando as fivelas douradas voltaram à moda, apenas para terem o grande desgosto de se verem de fora do páreo disputados por polainas e perneiras, e depois disso foram caindo no ostracismos. Acho que o momento crucial foi quando certas pessoas, que devem permanecer anônimas, desaprovaram meu colete de seda fúcsia, listrado". (p. 194) 

O Lobisomem Alfa dessa estória vai deixar muitas mulheres com as pernas trêmulas, e o coração acelerado. Lorde Maccon, investigador a serviço da Rainha do Departamento de Arquivos Sobrenaturais, o DAS. Ele e Alexia são como cão e gato! As discussões dos dois já deixa bem claro que a velha implicância guarda algo mais profundo entre os dois... Esse "velho lobisomem" ainda não sabe bem o que sente por Alexia, e vai trocar os pés pelas mãos algumas vezes, o que nos rende ótimos momentos entre os dois. 

"-Minha preocupação tem a ver com a possibilidade de outra pessoa ser atacada. É óbvio que pode cuidar muito bem de si mesma.
A srta Tarabotti não sabia se ficava magoada por ele não se importar nem um pouco com sua segurança ou se exultava por ele confiar em sua competência." (p. 84) 

O amor que nasce entre os dois nasce exatamente por um ver as qualidades do outro, mesmo diante da superfície que a "sociedade" construiu ao redor deles. Para a família, Alexia era morena demais, bocuda demais, e tinha um nariz grande demais. Aquela mãe ridícula, que vivia para menosprezar a filha mais velha merecia uma surra. Maccon é um lobisomem com muitas responsabilidades, e acaba se tornando temido por seu mau humor. Mas nossa heroína sabe que existe muito mais nele do que essa irritabilidade constante. Pela citação abaixo, dá para sentir como são os sentimentos de Lorde Maccon para com Alexia:

"Lorde Maccon nunca a vira chorar antes. Isso o deixou bastante abalado. Ele ficou furioso ao se dar conta de que algo entristecia sua corajosa Alexia. Queria matar alguém, e, daquela vez, não por ser lobisomem. Até porque, como ela o segurava com firmeza, mostrava-se tão humano quanto possível". (p. 242)

Se você quer ler algo totalmente diferente, mas com aquele gosto conhecido de romance, "Alma" é uma excelente pedida... Leia e apaixone-se você também por esse lobisomem!

Elimar

11 comentários:

  1. Q fofo!!! Adorei a resenha. E concordo com tudo.
    Tbm não daria NADA pelo livro: uma capa estranha, aqle lance de fazer parte de uma estilo literário chamado STEAMPUNK....Q raio é isso??? Nunca tinha ouvido falar!
    Mas de tanto ouvir a Rosi Uehara (a comentarista deste blog q vos fala) dizer q qria lê-lo, fiquei na curiosidade e comprei (por isso a Elimar INSISTE em me chamar de rica...) E não é q me apaixonei? Pela história, pelo estilo da autora (totalmente pirada q so aparece nos eventos vestida como sua personagem) e pelo Lord Maccon lindo, maravilhoso, tesudo.
    Mal posso esperar o segundo livro!!!

    ResponderExcluir
  2. Nossa Elimar, que resenha gostosa! Eu estou louca por este livro, mas como você mesma diz, a grana anda curta e por enquanto não está dando pra colocar ele aqui na estante. Tenho fé, que um dia consigo ler essa delícia de história. Bjus
    Lia Christo
    www.docesletras.com.br

    ResponderExcluir
  3. Eu adorei este livro Gail Garriger é de uma criatividade impar e creio que este subgênero vai conquistar muitas pessoas aqui. Gostei da resenha, Eli.

    ResponderExcluir
  4. Amei sua resenha! Já li esse livro e gostei muito!!
    já a capa não é das mais bonitas e nem chamaria minha atenção. Mas eu passei a conhecer essa série pelos blogs americanos. Tenho todos os livros em inglês, e já li quase todos, só falta o ultimo. entao eu indico essa série, muito boa.

    http://www.lostgirlygirl.com


    bjos

    ResponderExcluir
  5. Elimar, que resenha maravilhosa. Segunda que leio desse livro e só ouço elogios! Para quem curte sobrenatural como eu vejo que é um prato cheio! A capa realmente é estranha, mas antes de ler resenhas dele já tinha ficado ligada nele pela capa e título... Será impossível não ler! Tem tudo que eu curto e mais um pouco! E vindo de você a opinião que vale realmente a pena é o que faltava para eu adquirir o livro. Porque sei que vc não enche a bola de livros sem que eles mereçam!

    ResponderExcluir
  6. Esse livro é ótimo mesmo, eu Amei Alexia e Lorde maccon..
    Sua resenha está perfeita..
    Beijo

    ResponderExcluir
  7. Também adorei esse livro!
    E concordo que Alexia não tem NADA a ver com a menina da capa do livro.
    Estou ansiosa pela continuação!


    Bjs

    ResponderExcluir
  8. Caraca, mais um pra minha lista. Maldade Elimar.

    ResponderExcluir
  9. Aiii, quero muito ler este livro.
    Mas na hora de comprar sempre vou deixando para
    traz. Amei a resenha.
    bjs

    http://loveebookss.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  10. Me apaixonando a cada página... Também estou amando Alexia e o Lorde Délicia Maccon

    ResponderExcluir
  11. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords