[Resenha] Corações em fúria: Diana Palmer

Corações em Fúria - Diana Palmer
Editora Harlequin Books
256 páginas
Sinopse:
Cane Kirk perdeu mais do que o braço na guerra. Ele também arruinou a própria alma em intermináveis batalhas contra demônios internos que o instigavam a desafiar qualquer caubói que cruzasse seu caminho. Não parecia existir uma pessoa capaz de arrebatar sua fúria, a não ser a linda Bodie Mays. 

“Diana Palmer demonstra, de novo, por que é a rainha dos justiceirosem busca de amor genuíno.” — PublishersWeekly


Resenha:
Enfim estou escrevendo a minha primeira resenha para o blog!  Vou começar em grande estilo, pois estarei resenhando um livro da Diana Palmer, que é uma autora que gosto muito. Então, vamos lá!

Antes de começar  essa resenha, preciso abrir meu coração: NUNCA ANTES NA HISTÓRIA DESSE PAÍS UM PERSONAGEM ME IRRITOU TANTO COMO ESSE TAL CANE KIRK.
O.k, agora que abri meu coração, vamos voltar a programação normal.

Cane Kirk é um sobrevivente da guerra e lá perdeu um braço, por conta disso ele acha que pode ser mal educado, mal humorado, mal criado e antipático o tempo todo. Vive bebendo e quebrando qualquer bar por aí (Para mim ele só faz isso porquê não teve um pai para lhe dar uma boa surra e hoje depois de crescido quer chamar a atenção.) Tudo bem que ele perdeu o braço, mas não é motivo para sair agindo como um adolescente irresponsável o tempo todo.

Olha, talvez um dos motivadores para essas atitudes ridículas dele é que sempre que ele faz alguma besteira, a nossa mocinha Bodie Mays, como se já não tivesse problemas o suficiente, vai a sua procura para salva-lo. Fora que os irmãos não fazem nada para mudar isso, né? Jogou uma bomba num bar? Tudo bem, a gente paga! Detonou uma dinamite na cidade e matou todo mundo? Tudo bem, a gente paga o velório de todo mundo, inclusive o nosso.  Se eu fosse qualquer um desses parentes dele já o teria colocado num centro de reabilitação ou, quem sabe, no APAE.

Agora preciso falar da Bodie. Pessoaaal como essa coitada sofre, é pior que a Maria do bairro, Marimar e Maria Mercedes juntas! Seu avô é doente, tem que pagar um aluguel altíssimo para o ex-padrasto cafajeste e ainda tem que se virar para dar conta da faculdade (Fora que sempre que o Cane dá seu piti ela tem que estar pronta para salva-lo, né?). Em um momento de desespero, Bodie decide pedir ajuda ao caríssimo Cane Kirk e o que ele faz? A trata como uma prostituta sem valores e a destrata. Humilhada e sem esperanças, ela toma a atitude mais sem noção de todos os tempos! Aceita o convite do seu ex-padrasto para posar (Detalhe: O cara tem a fama de maníaco-louco-psicopata-sexual-viciado-em-pornografia). Aí o problema já está formado né? Outra coisa: Ela é boazinha demais, perdoa Cane o tempo todo mesmo que ele a faça chorar quase que por todas as paginas do livro.

Pode me chamar de maligno, mas em um momento eu torci para que aquele demonho chamado Cane morresse, sério mesmo. Eu sei que a Diana Palmer tem esse seu estilo de colocar cowboy grosso + virgem sofrida em seus enredos, mas dessa vez me tirou dos eixos!

Chega de falar os pontos negativos, não é mesmo? A história é bem suave, dá gosto de ler (apesar dos aborrecimentos com um certo personagem.) Pelo  inicio da minha resenha dá a entender que não gostei, mas foi o contrário! Sabia o que esperar e o livro não me decepcionou. Sou fã da Diana, gosto da forma como ela passa mensagens de castidade durante o desenvolvimento de seus livros e sempre há uma emoção que lhe faz querer ler até o final. Recomendo esse livro para os fãs que gostam de seu estilo e que já o conhece, mas não para aqueles que querem iniciar no vicio que é ler seus romances.

O enredo nos mostra a capacidade do ser humano em reconstruir sua vida após grandes tragédias (Mesmo que alguns sejam mais dramáticos e demorem mais que outros para se reestruturar.), nos evidencia os laços familiares dos irmãos Kirk que estão juntos em todos os momentos e conseguiu me entreter. Só não dou cinco estrelas por causa do protagonista mesmo, mas a Diana conseguiu atingir seu objetivo: entretenimento.

Para quem não sabe, esse livro é o segundo de uma trilogia intitulada Wyoming Men.
1.Corações Laçados
2.Corações em fúria
      3.Ainda não lançado no Brasil.
Já li o primeiro, depois posto a resenha e devo confessar que estou ansioso pelo terceiro. Minha nota é 4/5.
É isso...
Fui!



Jhonatas Nilson




7 comentários:

  1. Até consigo entender o Fascínio das fãs da Diana Palmer, porque acaba se tornando irresistível ler sobre esses personagens turrões que ela escreve. Mas minha raiva pelas cagadas que eles fazem ao longo da narrativa, não me permitem levar os livros dela adiante... Só o senhor na causa...

    ResponderExcluir
  2. Ahhh Eu ja li muito a tia DP... Toda serie Hutton, Homens do Texas indefinidamente e entre outros... Inclusive esse. Mas cansei, infelizment minha cota para homens preconceituosos e arrogantes e mocinhas sofridas e sem sangue nas veias esgotou... Há tempos não leio nada dela.... Mas que é uma baita autora não podemos negar...

    John!! Sua resenha tá maraaaaaa. Mas tô falando de um baita escritor, esperava o que hein!?
    Xeirooo

    ResponderExcluir
  3. Gente, tenho tantos livros dessa mulher e nunca li. kkkkkkkkkkkkkkkk Preciso tomar tenência e recolocá-la na pilha.

    Parabéns pela estreia, Jhonatas!!

    ResponderExcluir
  4. Olá Moça, gostei muito da sinopse desse livro, parece ser bem interessante.

    Publiquei meu livro, se puder dar uma passadinha lá no blog fiz uma matéria sobre. Segue o link abaixo:

    http://www.blogdojoseagenor.com.br/2013/10/livro-o-caminho-do-renascer-jose-agenor.html

    José Agenor

    ResponderExcluir
  5. OI Jhonatas, começou bem! Que bom ver que você não tem preconceito com este tipo de livro que todos falam ser ara mulherzinhas.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  6. Cara, eu corro muito da Diana Palmer. Sei lá, não consigo mais lidar com ela. Tenho um livro dela que gosto, mas depois a mesma fórmula não colocou comigo nos outros livros.

    Adorei sua primeira resenha!

    bjuux

    ResponderExcluir
  7. Acho que sua resenha deve ser bem melhor que o livro, apesar de eu gostar bastante da autora.
    Parabéns pela sua estréia,!!!
    No aguardo das próximas.

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords