[Resenha] Álbum de Casamento: Nora Roberts

 

Álbum de Casamento - Quarteto de Noivas - Livro 01 - Nora Roberts


Sinopse:

Quando crianças, as amigas Parker, Emma, Laurel e Mac adoravam fazer casamentos de mentirinha no jardim. E elas pensavam em todos os detalhes. Depois de anos dessa brincadeira, não é de surpreender que tenham fundado a Votos, uma empresa de organização de casamentos bem-sucedida. Mas, apesar de planejar e tornar real o dia perfeito para tantos casais, nenhuma delas teve no amor a mesma sorte que tem nos negócios. Até agora. Com várias capas de revistas de noivas no currículo, a fotógrafa Mac é especialista em captar os momentos de pura felicidade, mesmo que nunca os tenha experimentado em sua vida. Por causa da separação dos pais e de seu difícil relacionamento com eles, Mac não leva muita fé no amor. Por isso não entende o frio na barriga que sente ao reencontrar Carter Maguire, um colega de escola com o qual nunca falara direito. Carter definitivamente não é o seu tipo. Professor de inglês apaixonado pelo que faz, ele cita Shakespeare e usa paletó de tweed. Por causa de uma antiga quedinha por Mac, fica atrapalhado na frente dela, sem saber bem como agir e o que falar. E mesmo assim ela não consegue resistir ao seu charme. Agora Carter está disposto a ganhar o coração de Mac e convencê-la de que ela é capaz de criar suas próprias lembranças felizes.

Comentários: 

Ler Nora Roberts é como voltar para casa. É tão confortável para mim, depois de um dia exaustivo de aulas, provas, correções e notas, ler um romance que eu já estou previamente feliz em começar. Parece clichê (e de fato é), mas "Nora é sempre Nora". Não há mistério (pelo menos não para quem é fã) esse sentimento de familiaridade que ela nos dá ao colocarmos nossos olhos em seus livros. Não que as histórias sejam repetidas, ou que ela não coloque elementos surpreendentes em seus romances. Ela sabe como ninguém dosar isso. A questão aqui é como é bom sentir isso.
Já na bienal do livro, ouvimos rumores que a Editora Arqueiro havia comprado os direitos dos romances da Nora. É claro que eu não acreditei, mas desejei no meu íntimo que isso fosse verdade. Sou fã do trabalho da autora, mas comprar um livro a R$ 50 é dificil para qualquer um. Depois que a notícia se confirmou, e eu parei de dar gritinhos histéricos (não foi um dos melhores momentos, confesso), corri para a net para saber um pouco mais do que esperar do famoso "Quarteto de Noivas". As sinopses já me deixaram com o coração quentinho e ansioso. Só me restava esperar e ver para crer (ou seria ler?). 
A série irá contar a trajetória de quatro amigas de infância, que juntas realizam um sonho: montar uma empresa responsável por casamentos. Não só casamentos, mas todo tipo de evento que envolva grandes momentos familiares. No primeiro da série, podemos conhecer Mac Elliot, a fotógrafa da equipe. Dona de uma personalidade envolvente e negligenciada pela mãe, uma mulher mesquinha e egoísta, que pula de um casamento para outro com extrema rapidez, Mac morre de medo de relacionamentos, e nunca teve um namorado sério de verdade na vida. Extremamente competente no que faz, os únicos laços fortes que ela possui são com suas três amigas e sócias, Parker (o pulso firme da equipe), Laurel (a moça dos doces) e Emma (a menina das flores). Nesse pacote podemos colocar também Jack, o irmão de Parker, e Del, advogado e amigo de todos. Planejando o casamento de uma cliente, Mac acaba reencontrando um ex-colega de escola, Carter Maguire, um jovem professor apaixonado por Shakespeare, que sempre teve uma quedinha por ela. Os dois não podiam ser mais diferentes: ela a bagunça em pessoa; ele a organização em forma de gente. Ela, fugindo de compromisso; ele, pronto para estreitar laços. Mesmo com tantas diferenças, os dois se veem querendo ficar cada vez mais próximos, mesmo que isso dê um nó na cabeça de nossa heroína (lembrando que fofurice do Carter ajudou muito no surgimento desse nó):

"- Estou pensando num cara que está pensando em mim. E pensar que ele está pensando em mim mexe muito comigo. Na verdade não sei se estou pensando nele porque ele está pensando em mim ou porque ele é fofo, engraçado, doce e sexy. Ele usa paletó tweed, Parker". (p. 71)

Carter é o tipo de personagem construído para nos fazer suspirar. Lindo, atrapalhado, romântico, enrolado, apaixonado, romântico... Ele é tudo isso e mais um pouco. Ao declarar a Mac que ele fora apaixonado por ela na adolescência, quando ela se considerava um "vara pau" sem atrativos, deixou nossa heroína com um sorriso bobo na cara (e essa que vos fala também). Ao se mostrar interessado por Mac, Carter faz todos os detalhes se tornarem declarações de amor. As listas e os ensaios feitos com a ajuda de seu amigo Bob (que merecia mais destaque, por ser tão sem noção e engraçado), conseguem derreter o coração mais gelado. Mac vai sendo envolvida na mesma medida que todas nós. Mas o medo de magoar Carter e de quebra, de se magoar também, faz com que ela haja de forma totalmente absurda em alguns casos. No fundo ela não se acha digna de ser amada, graças a criação negligente da mãe. Ela se magoa e magoa Carter no processo, mas nem por isso ele se vitimiza e desiste dela (ponto para o fofo mais uma vez):

"-Buracos e quebra-molas? Bem-vinda ao mundo? Toda estrada tem isso. temos que contorná-los, evitá-los, passar por cima deles ou sair pelo outro lado. O seu problema é que continua dirigindo em frente, caindo direto no buraco que é a sua mãe, fazendo com que isso estrague o restante da sua viagem. Ela não é culpada por sua pouca habilidade na condução. Você é." (p. 186)

Nessa hora tive vontade de entrar no livro e gritar um "VIVA CARTER"! O cara tinha acertado bem na mosca. Esse lance de ser dispensado porque ela tinha medo não ia colar com ele. E colocá-lo num pedestal dizendo a frase clássica "Não é você, sou eu" também não colou com ele. Ela sabe como mexer com o coração de Mac (e com o nosso também). Quando Parker resolve "se meter" e contar um pouco mais sobre Mac para ele, mais uma vez somos arrebatadas por Carter, que coloca toda leitora romântica no seu bolso:

"-Não tenho como desistir dela - disse Carter. - Tenho esperado por ela quase a minha vida toda". (p. 199)

É ou não é para ficar apaixonada por esse personagem gente? E pensa que foi só isso? Que nada... Carter ganhou o título de personagem apaixonante com louvor por outros momentos também:

"-Por quê? Por que eu?
- Porque a minha vida se abriu e se encheu de cores quando você entrou nela novamente". (p. 252)

Meu coração quase parou com esse trecho gente... Como resistir a um personagem assim? Para mim era óbvio que Mac ficaria rendida por ele. Mas se o romance entre eles não fosse o suficiente para me convencer, ainda tive aquele "momento emoção professor", quando a mãe de um aluno vai agradecer ao Carter o apoio e o incentivo que ele estava dando ao seu filho. Impossível não se emocionar com as palavras da mãe para ele. Só quem é professor vai entender o que estou dizendo. 
Eu poderia colocar mais meia dúzia de citações que mexeram comigo ao longo do livro, mas vou parar por aqui para que vocês também escolham seus trechos favoritos. Me despeço com o mesmo sentimento que tive quando comecei a ler esse romance: com o coração quentinho e ansioso... Por "Mar de Rosas", o próximo livro da série.

E não esqueçam: se vocês moram no Rio, venham bater um papo sobre Nora Roberts e a escritora sensação do momento, Abbi Glines. As instruções para o encontro estão no banner abaixo. Teremos sorteio de livros e brindes para vocês. Não perca a oportunidade...

E ainda essa semana tem resenha de "Paixão sem limites" para vocês. 

Beijos!

Elimar Souza


4 comentários:

  1. Adorei, sintetizou como ninguém a satisfação q é ler um livro da Nora Roberts.

    ResponderExcluir
  2. Tanta gente recomendando esse livro que acabei comprando! Parabéns pela resenha, gostei muito! o/ Quero receber logo para começar a ler, mesmo que com certo receio por a Nora não estar me agradando muito nos últimos tempos. kkk

    ResponderExcluir
  3. Oi Elimar, não vejo a hora de ler esta série, aliás, mais uma da minha amada Nora.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords