[Resenha] O Inocente: Harlan Coben


Sinopse - O Inocente - Harlan Coben

Ao mesmo tempo forte e avassalador, o livro traz uma história que prende irresistivelmente a atenção - ela trata das escolhas que todos nós um dia somos obrigados a fazer e como alguns erros podem mudar nossa vida para sempre. Quando jovem, Matt Hunter matou acidentalmente um rapaz quando tentava separar uma briga. Foi preso e condenado a quatro anos de prisão. Agora, ao lado da esposa Olívia, grávida de seu primeiro filho, sua vida parece tranqüila, até que recebe misteriosas ligações em seu celular com câmera: imagens perturbadoras de Olívia e de um homem misterioso. Quando o sujeito morre com dois tiros no rosto, Matt passa a ser o principal suspeito não só desse homicídio, mas também de outros. Pois parece haver uma conexão macabra entre esses crimes e o passado de Matt... e o de Olívia também...

Comentários:

Tudo bem que Hollywood já conhece o gênero policial como ninguém, e de vez em quando, faz a alegria dos fãs, trazendo uma preciosidade para as telas. Mas onde estão os "olheiros" da indústria cinematográfica que ainda não montaram a produção para "O Inocente"? Tudo bem que o filme não iria ficar tão bom quanto o livro, já que os leitores são muito exigentes, e dificilmente iriam aceitar uma produção sem criticar. Mas o que Harlan Coben faz é tão mágico, que é quase impossível estragar um roteiro de um livro seu. Se na série Bolitar ele consegue manter o ritmo em TODOS os livros, sem perder o rebolado em nenhum momento, em suas obras stand-alone ele consegue ousar, sem perder o estilo que o consagrou. É o tipo de livro que se deve ler com muita atenção, tentando guardar aquele detalhe que pode parecer inicialmente insignificante, mas que vai fazer a diferença lá na frente da narrativa. Apesar de Matt ser o protagonista e logo de cara a gente gostar dele, para mim, a investigadora Loren é um caso a parte. Aliás, Harlan Coben consegue algo muito difícil: dar vida e carisma para personagens femininas. Em meio a "Bellas" e "Anastacias" apáticas e sem sal, Loren é uma força da natureza, no melhor sentido da palavra. A propósito, é pelos olhos da Loren que algumas coisas vão passar a ter sentido para nós, mostrando que tudo que o mestre Coben nos mostra vai fazer sentindo em algum momento. 
Matt está recomeçando a sua vida, depois de uma temporada na prisão, por causa de um erro da justiça (e venhamos e convenhamos, por causa de um erro seu também). Finalmente feliz, depois de um longo tempo, Matt recebe uma imagem de sua esposa com outro homem, e resolve investigar. A partir daí, Matt percebe que seu castelo de felicidade era totalmente frágil, e que muitas verdades ainda deveriam vir a tona, para que ele possa "ser feliz" finalmente. Acho que foi o segundo livro da Harlan que me fez chorar. A carga dramática do final do livro é para derreter os corações mais gelados.
Mais um livro incrível do mestre dos romances policiais da atualidade! Leia e "assista" uma das melhores tramas de sua carreira!

Elimar Souza 


3 comentários:

  1. Eu tô lendo um livro dele, o primeiro e confesso que mesmo gostando muito de livro policiais ainda o livro não me ganhou.
    Mais, como todo mundo elogia eu espero que a leitura fique mais emocionante conforme eu for avançando na leitura.
    Beijos.

    ResponderExcluir
  2. Oi Elimar, com certeza vou querer ler sim, sou fã do gênero policial e do autor.
    Bjs, Rose.

    ResponderExcluir
  3. Parabénsssssss pela Resenha!
    Seguindo e Curtindo! Lindo Blog! Amei!
    PS: Resenha: Fracture Me - Trilogia Estilhaça-me - Livro 2.5 - Tahereh
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2013/12/resenha-fracture-me-trilogia-estilhaca.html
    Passa lá e comenta/Segue/Curti se gostar! Retribuo visitas e comentário!
    Beijos!

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords