[Resenha] Deusa do Amor: P.C. Cast


Sinopse:

Mesmo a Deusa do Amor pode se apaixonar... Minha deusa, Pea Chamberlain precisa desesperadamente de uma transformação completa! Os sapatos, os cabelos, as roupas, a maquiagem: tudo é um desastre, e desse jeito ela não tem a mínima chance de atrair a atenção de Griffin DeAngelo, um bombeiro suber-sexy, no baile de máscaras da corporação. E quem pode arrancá-la da lama de sua vida, quem senão a própria Deusa do Amor? Pea resolve invocá-la, tendo em mãos um poderoso livro de encantamentos. E, é claro, a deusa Vênus resolve fazer com Pea o que vem fazendo com muitos e muitos outros ao longo das eras: ajudá-la a encontrar o amor. Os problemas começam quando a Deusa do Amor também acaba, ela mesma, se apaixonando... pelo mesmo bombeiro! Será que Vênus também não precisa de uma transformação pelo amor? 

“Sexy, charmoso e engraçado... O romance de fantasia do ano!” Susan Grant, autora de My Favourite Earthling 

Emocionante, inteligente, uma sequência da série Goddess. Sempre vale celebrar a habilidade com que P.C. Cast reafirma tudo aquilo que faz das mulheres os seres maravilhosos que são.”SBTB.com 

Um verdadeiro banquete aos leitores que nunca se cansam de fantasia com uma boa dose de romance... P.C. Cast veio para ficar.” Romance Reviews Today

Comentários:

Tirei as férias para devorar a série Goddess! Sempre quando quero ler algo leve, romântico e com uma pegada bonita e sensual, corro para o velho estilo que me fez amar ler, o romance. Sei que a moda do momento são os livros com as pegadas muito hots, e com um linguajar mais pesado. Se for isso que vocês estiver procurando, passe longe de "Deusa do Amor". P.C. Cast tem como intuito fazer com que as mulheres sonhem e se libertem das amarras psicológicas auto construídas, que fazem com que as mulheres acabem se diminuindo, tornando-as inseguras e presas a sentimentos de negativos, como culpa e baixa autoestima. Aqui a premissa não é diferente. A personagem Pea é uma moça de quase 30 anos que ainda não descobriu o amor. Dona de um gato e uma cachorra que acha que é uma gata, ela encontra-se apaixonada a quase um ano por um certo bombeiro que é seu vizinho, mas que nem se lembra que ela existe. NEsse meio tempo, os deuses Vênus e Vulcano questionam a validade de seu casamento, que não foi fruto do amor que nutriam um pelo outro, mas sim de interesses completamente diferentes. Vênus resolve dar uma voltinha na terra com Perséfone, para tentar desafogar seu tédio. A partir de uma sequência desastrosa de fatos engraçados e sem noção, Pea resolve mudar de vida, e compra um livro de auto ajuda que faz com ela se ligue a Vênus através de uma conjuração. É aí que a Deusa descobre que não pode voltar ao Olimpo, até fazer com que Pea consiga o que quer. Dois casais vão se formar nesse livro, e como de praxe, P.C. Cast me fez adorar o "mocinho" doas profundezas... rs. Vulcano é manco, vive só, é ridicularizado pelos outros Deuses e sonha em encontrar o amor. Seu casamento com Vênus foi uma frágil tentativa de ser aceito pelos olimpianos, e se mostrou um fracasso desde o início. Sua esposa acabou se tornando sua única amiga e mesmo ela, sendo a Deusa do Amor, nunca encontrou nenhum para si. Detalhe para a maneira como Vênus faz Pea perceber o seu valor como mulher e ser humano, notando que ela se colocava para baixo e exigia demais de si mesma. O final não foi o que eu esperava, mas já percebi que P.C. Cast adora usar esse recurso. Fiquei um pouco frustrada porque... Vixe, não posso falar porque. Mas nem por isso desgostei do livro. Cabe a vocês lerem para saber se gostaram ou não da saída criada por ela... E dá-lhe "Deusa da Lenda", meu próximo título da Tia Cast. 

Beijos!

Elimar Souza

Um comentário:

  1. Tenho super vontade de ler, por enquanto dessa série só lo Deusa de Troia que adorei!!!!
    Bjs
    http://eternamente-princesa.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords