Resenha: "Escola 4: O meu irmão é um mentiroso do pior" - James Patterson

SINOPSE: Chamo-me Georgia Khatchadorian, e sei bem o que o meu irmão Rafe anda a dizer de mim: mentiras, mentiras, e mais MENTIRAS! Diz que sou uma chata e uma queixinhas e que lhe roubo a sobremesa. (OK, talvez esta última parte seja verdade.) O que não sabes é que eu: sou mais esperta do que ele (quem não é?), sou mais popular do que ele (quem não é?), e tenho muito, mas muito mais piada (o que não é nada difícil).
Por isso, se estás preparado para saber como é que aquela peste do meu irmão (o Rafe) e a horrível reputação dele conseguiram dar cabo da vida de uma rapariga inocente (essa sou EU) e do seu primeiro ano no 2.º Ciclo… Vem daí! Chegou a hora da desforra!

RESENHA:
Quanto tempo não faço uma resenha! Se já ando correndo nas férias, imagina quando começar a faculdade?(A Srta. Elimar já começou a me traumatizar de agora kkkk). Então vamos á resenha!

É simplesmente impossível para minha pessoa não gostar de um livro do James Patterson. Cada detalhe da escrita dele, desde os acontecimentos á forma de escrever, consegue me cativar tanto por que simplesmente me parece que seus livros são escritos sob medida para mim! Não importa o momento ou o que esteja acontecendo ao redor, sempre tenho a garantia que ao pegar um livro escrito por ele, terei bons momentos com os seus personagens.

A série infanto-juvenil “Middle School” conseguiu me fisgar desde o primeiro livro e quando  conheci o Rafe com sua família maluca em “Escola: Os piores anos da minha vida,” procurei outros meios de ler as continuações, pois precisava, e continuo precisando, saber qual será a próxima enrascada em que os Khatchadorians vão se envolver. Quando vi que o quarto livro ia sair, fiquei louco para comprar e me surpreendi ao perceber que a história dessa vez seria contada pela irmã do Rafe.

Ela precisa mudar de escola e vai para a mesma em que o seu irmão foi expulso no primeiro livro e, claro, arruma inúmeros problemas por lá. Sempre conhecida por suas boas notas e inteligência, Georgia fica muito triste ao perceber que na nova escola ela não é vista como “Ela mesma” e sim como “A irmã do Rafa”. Por conta das traquinagens do irmão, as pessoas acabaram por imaginar que ela seria tão traquina quanto ele. Com grandes problemas em se adaptar, se metendo em enrascadas divertidas, Georgia consegue alguns amigos, forma uma banda e descobre coisas do seu passado que ela nunca imaginaria!

Depois de ler quase todos os infanto-juvenis do autor, percebo que ele sempre usa uma formula que consegue suavizar assuntos sérios e passar para os mais novos, de forma divertida, lições interessantes. Outra coisa que acho incrível, é como eu odeio os mini-vilões criados por ele, enquanto torço sempre pelos psicopatas dos seus policiais.


Recomendo muito e espero que o quinto livro, que sai em março nos EUA, seja logo traduzido para o português!

Idade alvo: a partir dos 11 anos

Volumes anteriores desta série:
Escola 1: Os Piores Anos da Minha Vida
Escola 2: O Rebelde Está de Volta!
Escola 3: As Piores Férias da Minha Vida

NOTA: 5/5

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords