[Resenha] O Príncipe Serpente: Elizabeth Hoyt



 

Sinopse:

The Serpent Prince / Trilogia dos Principes 3 - Elizabeth Hoyt

 

Lucy Craddock-Hayes, uma cândida donzela das cercanias de Kent, não esperava encontrar com um homem maltratado e completamente nu! A poucos passos de sua casa. Tampouco supunha que este se apresentaria como Simon Iddesleigh, um importante visconde, um cavalheiro londrino não isento de humor e sedutoras maneiras, habituado à arte da conquista. E muito menos suspeitava que este pícaro nobre cairia a seus pés, cativado por sua serena beleza e suas doces maneiras. Mas, além das brincadeiras e hospedagens, Lucy intui uma alma atormentada, um espírito errante consumido por uma vingança do passado. Pouco a pouco começa a sentir por ele um desejo irrefreável. Entre bandagens e curas, os dois jovens beiram os limites de sua paixão, enquanto pouco a pouco descobrem o destino do “príncipe serpente”...
Comentários:
Enfim o terceiro livro dessa autora sensacional que é Elizabeth Hoyt! Finalmente temos a história de Simon Iddesleigh, o amigo sacana e sarcástico de Edward de Raff e Harry Pye, os protagonistas dos livros anteriores. Em "O Príncipe Corvo" (clique aqui e leia a resenha), Simon já tinha dado o ar de sua graça, ajudado De Raff em uma situação bem inusitada, para não dizer perigosa. Já em "O Príncipe Leopardo" (Clique aqui e leia a resenha), Simon faz uma pequena aparição, para ajudar Harry numa situação tão inusitada quanto, porém, muito mais divertida. Nesse livro, finalmente Hoyt nos presenteia com a personalidade sensual e divertida desse Visconde sombrio, que esconde uma dor secreta, que o impulsiona rumo a vingança. Graças a esse desejo, ele se vê quase morto, abandonado em uma estrada, sendo resgatado por um "Anjo", como ele mesmo diz. Lucy é uma moça do campo, com perspectivas bem marcadas, e não muito emocionantes sobre a sua vida. Encontrar um belo homem nu, na beira da estrada, seria o acontecimento responsável por dar uma verdadeira guinada em sua vida, fazê-la questionar o que quer e como ela gostaria de ser vista. A relação dos dois começa com conversas estimulantes, sempre com o intuito de fazer Lucy rir, mas ela consegue ver muito mais do que um nobre irônico e despreocupado que ele aparenta ver. Isso deixa nosso herói em péssimos lençóis, pois ele percebe que essa proximidade pode acabar por ditar a sua existência. A relação dos dois é quente e ao mesmo tempo suave. Ele teme por corromper o seu "Anjo", e afastá-lo da luz. Ela teme nunca conseguir conhecer totalmente o homem a quem resolveu entregar seu coração. Simon conseguiu ficar no mesmo patamar que Edward na minha humilde opinião. Muito mais atormentado e sensual, alguns diálogos entre ele e Lucy vão deixar muitas moças com corações acelerados, e com uma necessidade urgente de beber um copinho de água... rsrsrs

E para quem acha que a trilogia terminou, eis que Hoyt nos presenteia com um conto: A Princesa de Gelo! Ela resgata uma personagem intrigante do primeiro livro da trilogia, e a faz viver uma história de amor também. Devo dizer que adorei (eu já li... Não aguentei esperar) e logo logo tem resenha aqui também...

Beijokas !


Elimar Souza

Clique aqui e adicione "O Príncipe Serpente" a sua estante do Skoob!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords