[Resenha] Amor em pecado: Michelle Willingham

Amor em pecado - Michelle Willingham
Editora Harlequin Books
284 páginas

SINOPSE:

Pelo amor de um homem, ela enfrentaria a lei! 
Caragh Ó Brannon luta bravamente quando o inimigo aporta, defendendo a si e a sua família. Agora, ela se vê sozinha com um viking muito bravo... Styr Hardrata navegou até a Irlanda buscando um recomeço, mas nunca imaginou que acabaria prisioneiro de uma bela dama. O guerreiro atraente e poderoso assusta Caragh ao mesmo tempo em que a atrai. Apesar de ter se apaixonado pelo inimigo, ela deveria se afastar dele, pois... é casado. Contudo, por mais que tentem, eles não conseguem ignorar seus sentimentos... e o desejo!

RESENHA:

Olha eu de novo por aqui para mais uma resenha!

Ler um romance histórico é sempre garantia de uma viajem no tempo para uma época completamente diferente da nossa e, para mim, é isso que torna esse subgênero da literatura romântica tão viciante!

Eu geralmente costumo gostar bastante dos lançamentos da Harlequin Históricos(á exceção dos da autora Sophia James, que não suporto nem chegar perto.) e esse novo livro da Michelle Willingham não me fez apenas gostar, mas também me apaixonar por cada personagem, pela história e acabou que perdi uma boa noite de sono viajando para o ano de 875 d.C. na antiga Irlanda.

Sendo o primeiro livro de um dueto, esse trás a história de Caragh Ó Brannon, uma jovem que luta para conseguir alimento num lugar onde a comida é escarça, e Styr Hardrata, um vinking CASADO que vai embora da sua cidade indo em busca de outro lugar para morar com o intuito de tentar salvar o seu casamento, que não vai nada bem.

As vidas desses dois se cruzam quando Styr chega ao local onde Caragh mora, pretendendo se fixar lá com sua esposa e guerreiros, mas para a surpresa de todos o irmão mais novo de Caragh, os outros viajaram em busca de comida, e vários amigos de clã decidem atacar o barco de Styr e sequestrar Elena, a esposa dele. Styr vai atrás do irmão de Caragh, querendo mata-lo, e desesperada Caragh ataca Styr por trás e faz dele prisioneiro.

A história então se desenrola desse ponto onde Caragh tem que lutar contra seus desejos, já que Styr é casado e seu prisioneiro. Enquanto Styr tem que se preocupar em procurar por sua esposa sozinho, pois o irmão de Caragh, com a ajuda dos amigos, sequestrou não só Elena, mas todos os outros guerreiros dele.

Então ficam as seguintes perguntas:

Como Styr consegue ir salvar sua esposa, se está preso na aldeia de Caragh?

Sendo um romance, o que se espera é um final feliz, certo? Como então os dois vão permanecer juntos se ele é casado?

Bom, só lendo o livro para descobrir! Espero que a editora não demore em publicar o outro livro do dueto, pois estou curioso para descobrir o que acontece com um outro personagem importante da história.

Acho que é a primeira vez que leio um romance onde um dos protagonistas é casado e acaba se apaixonando por outra. Achei legal a forma como a autora conduziu o enredo, mas percebi que Styr traiu a esposa mais de uma vez, hem... Mas por ser uma história tão boa, dá até para fazer vista grossa e fingir que não vi nada disso. Não sei se consegui passar na resenha o quanto gostei do livro, já que escrever do que gostamos é sempre tão mais difícil, mas resumindo: Recomendo!


NOTA: 5/5

Jhonatas Nilson

3 comentários:

  1. que capa linda *w*
    acho que eu ia amar ler essa história.
    Seguindo o Coelho Branco

    ResponderExcluir
  2. Achei bem legal e amei seu blog kkk Comecei com o blog tem pouco tempo poderia dar uma olhada? Obrigada, http://aggridocce.blogspot.com.br/ beijos

    ResponderExcluir
  3. Acabei de ler e adorei! Confesso que o mocinho ser casado me incomodou um pouco, pra piorar a situação a esposa não é uma mala sem alça, senti peninha dela rsrsr

    Beijos
    Lu do blog Apaixonada por Romances

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords