[Resenha} Absoluto: M. S. Fayes

 

Sinopse - Absoluto - Trilogia da Lei #1 - M.S. Fayes

 

Ela era um fenômeno, como estudante de direito. Ele era o advogado mais temido do estado. Prestes a se formar com honras, Kate se viu imersa no mundo do Direito civil, antes mesmo de estar com seu diploma em mãos. Conhecendo o trabalho do Dr. Gabe Szaloki, ela foi pega, inesperadamente, em uma onda avassaladora de atração, mas ainda assim relutou a se permitir viver esse tórrido romance. Porém, Gabe não era imbatível apenas nos tribunais. Ele queria Kate a qualquer custo e mostraria a ela porque ele sempre saía vitorioso em seus casos. Em meio a casos jurídicos, os dois se enfrentam em um duelo de palavras, que serve apenas para acender a chama incandescente que Gabe sente por Kate. Kate se vê seduzida pouco a pouco pelo poderoso advogado, entregando seu coração de maneira despretensiosa. Maquinações invejosas, um conflito e um mal entendido fazem com que os dois se afastem. E quando a verdade vem à tona, Gabe tem que provar que seu amor por Kate é simplesmente absoluto.
Comentários:
Confesso que estava morrendo de medo de ler "Absoluto". Confesso que eu estava apavorada em receber "Absoluto". Acho que a Editora Charme e autora não fazem ideia de como as leitoras estão cheias de expectativas com relação as suas publicações. Depois de muito tempo, finalmente temos uma Editora que publica romances que queremos ler. Isso em sim já é um sonho realizado. Mas e se o trabalho não for bom? E se o livro for aquele meio desbeiçado, que desmonta na sua frente, deixando as páginas meio capengas e com uma capa desbotada e sem brilho? E se o papel usado para a impressão for aquele papel jornal, que a gente não pode usar muita força ao passar a página que a folha já rasga? Bobagens? Nem tanto. Sei de muitas leitoras que deixam de comprar um livro por questões assim. Com relação a esses medos, posso dizer para vocês que fui imediatamente tranquilizada. O trabalho gráfico da Editora Charme é primoroso, e não fica devendo em nada aos grandes grupos editoriais. Diagramação perfeita, revisão impecável e uma capa incrível (E olha que eu pensei que as cores iam ficar desbotadas). O livro em sim está tão bonito que fica até difícil acreditar que a Editora Charme seja tão nova no mercado editorial. Se for esse o padrão de qualidade dela daqui por diante, vejo muitos sucessos a caminho. 
Mas meu medo não vinha somente disso. Vinha de achar que eu poderia não gostar de Absoluto. Eu já conhecia o trabalho de M.S. Fayes de outros carnavais, e tive a prova que ela consegue escrever um romance fofo, sem deixar a peteca cair (manter o ritmo da escrita, é, na minha humilde opinião, um dos maiores defeitos de um autor). Aqui M.S. Fayes mantém seu estilo, como consegue deixa-lo sensual, com uma atmosfera hot que vai agradar muita gente, que é fã de romances contemporâneos, como os de Nora Roberts e Bianca Carvalho (essa é brasuca também).
Apesar do Gabe ser O CARA do livro, para mim a grande personagem da trama foi a Kate. Tão acostumada estou ao ler livros onde o cara é demais e a mocinha é uma mala sem alça, gostei de ver alguém como Kate. Mesmo depois de algumas mancadas que ela dá, em nome da integridade de Gabe, a gente percebe que existe garra, vontade nela. O Gabe... Bem... Ele é um caso a parte, devo dizer. Se eu disse que ele é uma delícia, não estarei mentindo, mas ele consegue ser mais que delícia... Imagina aquele personagem implicante, sedutor, sacana, que adora provocar, mas que se desmonta todo quando está apaixonado... Imaginou? Pois o Gabe é mais... Achei uma sacada de M.S. Fayes de fugir do mocinho norte-americano e colocar um húngaro no lugar. Gosto da ideia de apelidos carinhosos na língua mãe do cara... Torna tudo mais pessoal, mais sexy... Sei lá... Quando ele chamava ela de "édes" eu tremia junto... Tudo bem que da primeira vez eu não fazia ideia do que significava, mas mesmo assim estava valendo... rsrsrsrs

Mas vamos as partes que me incomodaram (Só um pouco tá??? rsrsrsrs):

1. Porque o Peter não morreu? Sério gente... Quando vocês estiverem com Absoluto na mão, vão entender o que eu estou falando. Que personagem mais FDP é esse? Ele merecia levar uns socos no meio da fuça, dados de preferência pela própria Kate, para ele deixar de ser um babaca. Mas tudo bem... Fica para a próxima!

2. O jeito que o Gabe trata a Kate quando ela tenta se explicar... Cara, meu coração parou. Juro por Deus... Eu vi o mocinho mais TDB se tornar um asno em poucos segundos. Tudo bem que ele estava de coração partido e não conseguiu deixar a Kate falar, mas precisar fazer aquilo na frente dela? Ofender a garota daquele jeito? Eu tinha dando umas porradas nele também para ele acordar para a vida e dar uma rastejada básica, mas eu consegui perdoar o bonitão. Até porque, o que foi aquele pedido de perdão? Cara, a Kate chorava e eu estava com a mão no peito... Fazendo "ohhhhhhhhhhh"! 

3. Na boa, as páginas finais do livro foram "O QUE????????? COMO ASSIM?????". Se você é cardíaca, seu coração vai dar aquela tremida básica, mas não se preocupe... Ele vai bater normalmente depois. 

Duas críticas:

1ª O livro acabou rápido demais... O negócio pegou fogo no final e... Acabou... Bem que dizem que alegria de pobre dura pouquíssimo!

2ª Onde encontro um Gabe? Tem que ser húngaro também... To ligada nos produtos importados. Quero um assim também. Sem a parte "revolts", por favor! rsrsrsrsrs

Como é meu primeiro livro lido da Editora Charme, posso dizer que fui surpreendida positivamente. Meninas, o trabalho está excepcional (eu já disso isso né?). Fico aqui no aguardo para as próximas publicações, torcendo para que vocês consigam colocar seus livros a venda na Saraiva, Submarino, Cultura, Travessa, Fnac, Nobel... E nas livrarias pequenas também. Quanto mais pontos de vendas vocês colocarem seus títulos, mais e mais fãs vão conquistar...

Quanto a M.S. Fayes, o que mais posso dizer? Ah sim... Quando sai o segundo da Trilogia da Lei? (Perguntar não ofende né? rsrsrsrs)

Uma pequena amostra do que Kate fora "obrigada" a conviver (trecho não recomendado a mulheres de coração ou com fortes tendências a piriguetar personagens fictícios):

"Definitivamente ele era um homem digno de ser olhado. Admirado e exaltado. Não somente era majestoso atuando em sua área profissional, como era o exemplar masculino mais lindo que Kate já pusera os olhos."
Clique aqui e adicione "Absoluto" a sua estante do Skoob!
Adquira o seu exemplar entrando no site da Editora Charme, que agora está aceitando cartão de crédito (E ainda parcela... Nossa Senhora do Livro Desejado agradece... rs)

E se você quer ter a chance de levar para casa o seu "Absoluto", entre no Grupo Adoro Romances no Facebook e veja o post prefixado no no início. Responda a pergunta e ganhe a chance de levar para casa esse lindo kit":


Leia  você também Absoluto e apaixone-se você também por Gabe!

Elimar Souza

2 comentários:

  1. Garota....tire o ódio do seu coraçãozinho...coitado do Peter....se eu fizesse o Gabe matar o pobre invejoso, eu estaria praticamente fazendo o advogado fodástico cair no mesmo time do Gideon Cross....já pensou? hahahha...
    Mas fico feliz que vc gostou da Kate tb. Ela foi criada com a intenção de mostrar que as mocinhas podem ser jovens, mas nem por isso tapadas...

    Bjuuuuu

    Amei a resenha, como sempre!

    M.S. Fayes

    ResponderExcluir
  2. Resenha linda!
    Elimar, vc arrasou!
    Parabéns!
    Bjs
    Cris

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords