[Resenha] Justice: Laurann Dohner / Novas Espécies #4

 

Sinopse - Justice - Novas Espécies 04 - Laurann Dohner

 

Justice North é o rosto das novas espécies. Vê-lo de perto faz com que o coração de Jessie acelere. Ele é um grande macho alfa, musculoso, exoticamente lindo ... e perigoso. Claro que ele está fora dos limites. Mas então o homem sexy ronrona e todas as apostas caem por terra. Jessie Dupree é uma mulher, ardente fêmea humana que traz à tona o animal em Justice. Ela quer mostrar-lhe como relaxar, e ele é tudo para qualquer coisa que ela quer fazer, mas Justice jurou proteger seu povo e tomar um fêmea espécie. Ele é dividido entre a mulher que ele quer e do juramento que ele está tomado. Jessie sabe uma relação entre eles provavelmente não vai acabar bem; Partir o coração é inevitável. Mas isso não vai impedi-la de liberar a selvageria dentro de Justiça e os gastos a cada momento em que ela pode roubar em volta do seu corpo quente, fazendo-o rugir com paixão.  

 

Comentários:

 

Acho que todas que começam a ler esse livro já estão cheias de expectativas. Justice é o personagem que mais desperta curiosidade desde o primeiro livro. Escolhido para falar em nome dos Novas Espécies e inseri-los no mundo real. Preso, torturado e humilhado, Justice não se tornou uma vítima. Ele é um sobrevivente. Alguém forjado pela dor e pelo sofrimento, e que aceita falar em nome dos seus, aceitando todos os sacrifícios que sua posição lhe coloca, até o de não aceitar o amor. Ao conhecer a humana Jessie, a atração que sentem um pelo outro é forte, e acaba sendo inevitável que eles se envolvam. Jessie é uma mulher forte e corajosa, que se arrisca todos os dias para ajudar as mulheres feitas prisioneiras pela Indústria Mercille. Depois de sofrer um revés graças a essa atividade, Jessie acaba sendo enviada para Homeland, para fazer um trabalho menos perigoso, e é aí que as coisas entre ela e Justice começam a se complicar. Mesmo sendo louco por ela, e não conseguindo tirar aos mãos de sua pequena ruiva, Justice é assolado por sentimentos contraditórios, alguns bem aceitáveis, e outros simplesmente ridículos. Foi a primeira vez que senti raiva dele. Como assim ele não pode ficar com Jessie? Ele enfiou na cabeça que vai ser melhor para ele tomar uma esposa espécie, por que isso seria melhor para o seu povo e para que os humanos o aceitassem melhor. Seu medo é o de perder a pouca consideração que conseguiu para com as pessoas que o ajudam em sua causa, entre elas o pai de Jessie, um importante senador da república, que tem apoiado enormemente a causa dos Novas Espécies. Vamos as críticas (pela primeira vez, vou fazer críticas sobre essa série que eu amei): Mesmo não quero, Justice foi um babaca em vários momentos. Cara, esse lance de obrigação com os Novas Espécies era uma tremenda neura da cabeça dele. Achei o fim ele tentar manter a relação dos dois em segredo, como se ele tivesse vergonha dela. Tudo bem que o sexo entre eles era incrível e ela estava sempre pronta para o gostosão de DNA de leopardo, mas fazer ela fingir que não está com ele foi muito chato. Ainda bem que a Jessie era forte o suficiente para não deixar o livro se perder. Juro que fiquei bem chateada por Justice ser um babaca em alguns momentos. Tudo bem que para ele ocupar o cargo que ele ocupa deve ser dureza. Esse lance de ter a responsabilidade de vida e morte sobre todos os Novas Espécies devem deixar o carinha de orelha em pé. Mas se negar a amar alguém como Jessie, que aceita os Novas Espécies, que passou por poucas e boas para ajudar essas pessoas, foi no mínimo insultante. Mas não dá para negar que Justice tem uma pegada espetacular, que vai fazer a mulherada ir ao delírio. Sei que posso estar sendo um pouco injusta com ele, mas depois de três livros super lindos, onde os mocinhos não tinham somente pegada, mas pulso firme para saber o que sentem e que querem de verdade ficar com as mulheres que eles escolheram, essa indecisão toda do Justice me irritou um pouco. Se eu recomendo? Com certeza sim... Até para vocês me contarem se tiveram a mesma sensação que eu... 

 

Elimar Souza

 

Clique aqui e adicione "Justice" a sua estante do Skoob!

 

2 comentários:

  1. Ô lá em casa esta capa... É o tipo de livro que bom ou ruim dá um charme a mais na sua coleção... kkkk
    Bjs, Rose

    ResponderExcluir
  2. Só corrigindo : o DNA de Justice é misturado com o de pantera não com o de leopardo .

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords