[Resenha] Slade: Laurann Dohner / Novas Espécies #2

 

Sinopse - Slade - Novas Espécies 02 - Laurann Dohner 

 

A Dra. Trisha Norbit é deitada de costas em uma cama de hospital, presa sob um macho realmente grande de uma nova espécie. Apesar das drogas para deixá-lo fora de sua mente, ele promete a ela um ecstasy e está determinado a oferecer, mas funcionários do hospital intervém. 215 é um homem que Trisha nunca vai esquecer. Mas, quando ela o encontra novamente...ele nem sequer lembra dela! A nova médica intrometida quer saber tudo sobre os seus hábitos de procriação entre seres humanos e espécies. Slade propõe uma educação pratica, mas ela não está interessada em um caso de uma noite. Ele não pode oferecer mais porque é assombrado pela memória de uma mulher que tentou reclamar uma vez. Ele fica chocado quando percebe que elas são a mesma pessoa. Ele está estragando tudo, ela vai nunca lhe dará uma nova chance. Mas, quando sua vida está em perigo, ele é o único que pode salvá-la. Quando eles fogem pelo deserto, seu desejo inflama e não pode ser negado. Sexo quente tem consequências que são ainda mais perigosas e vão mudar suas vidas para sempre. 

Comentários:

Adoro um personagem sacana! E isso o Slade é de sobra... A gente já tinha percebido isso lendo o primeiro livro da série, Fury (clique aqui e leia a resenha), mas nesse ele pode mostrar suas garras (um trocadilho com o Nova Espécie, confesso). Tanto ele com Trisha já são conhecidos nossos do livro anterior, e já sentimos que ali existe uma vibe, mas ainda estamos tendo descobrir como as coisas vão rolar. Confesso que achei Slade sacana demais com a doutora, querendo mascarar a atração que ele sentia por ela. Mas como a sinopse já revela, ela o conheceu antes de ser Slade, e sim 215 (os Novas Espécies não tinham nomes, e sim números). Mas o danado não lembra dela, mesmo que sinta uma atração violenta pela doutora atrevida. Algumas vezes achei vulgar a maneira pela qual ele se referia a ela. Tudo bem que mais tarde ele se redime, mas fiquei incomodada com isso. 
Como se sabe, os Novas Espécies tem uma ligação visceral com as suas companheiras, sendo elas as únicas em suas vidas. Aqui a questão de fidelidade é forte, e as mocinhas podem ficar despreocupadas quando o assunto for esse. Slade e Trisha resolvem manter às rédeas me firmes com relaçaõ ao que sentem um pelo outro, até que, ao se deslocar de Homeland (área destinada pelo governo norte-americano como morada dos Novas Espécies) a Reserva (região onde ficam os Novas Espécies mais selvagens), eles sofrem um ataque por parte de um grupo de ódio, que quer ver o fim dos Novas Espécies o mais rápido possível. Nesse ataque, Trisha e Slade acabam tendo que fugir para dentro de uma floresta, e lá outros perigos os aguardam. É em meio a essa correria pela vida que Trisha e Slade acabam se envolvendo. Segura meus amigos, porque a relação dos dois é de fazer pegar fogo. Não sei como aquela floresta não foi incendiada. Juro! Trisha se apaixona por Slade e ele por ela, mas por causa da diferença evidente da vida de cada um deles, eles se afastam. Só que o destino reserva uma grata surpresa para os dois, que vai mudar não só a vida deles, mas a de todos os Novas Espécies.
Mais uma vez Laurann Dohner desafia os limites da libido da mulherada, e apresenta um personagem pra lá de sexy. Slade é simplesmente o cara. Ele também sofreu muito dentro das instalações da Mercile, mas ele não se deixou abater com isso. Ele consegue levar sua vida da melhor maneira possível, mostrando que é possível sim viver bem, mesmo tendo passado um horror tão grande. Trisha não se importa que ele seja um Nova Espécie, mas diante da grande mudança que sua vida terá, ela vai ficar bem magoada com o grandão do Slade. Mas posso dizer que as coisas aqui foram bem agitadas, mas valeram cada linha lida... 

Elimar Souza 

Clique aqui e adicione "Slade" a sua estante do Skoob!

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords