[Resenha] Perdendo-me: Cora Carmack


Sinopse - Perdendo-me - Perdendo-me - Livro 01 - Cora Carmack

VIRGINDADE. Bliss Edwards vai se formar na faculdade e ainda tem a sua. Chateada por ser a única virgem da turma, ela decide que o único jeito de lidar com o problema é perdê-lo da maneira mais rápida e simples possível com uma noite de sexo casual. Tudo se complica quando, usando a mais esfarrapada das desculpas, ela abandona um cara  charmosíssimo em sua própria cama. Como se isso não fosse suficientemente embaraçoso, Bliss chega à faculdade para a primeira aula do último semestre e... adivinhe quem ela encontra?

Comentários:

Vou ter que confessar a minha enorme surpresa ao ler "Perdendo-me" da Cora Carmack! Não só pela história, que é uma graça, mas pelo cuidado da Novo Conceito para com a tradução e revisão da história. Houve um tempo que a NC deu uma escorregada em determinados títulos, mas as últimas publicações devem ser aplaudidas. "Perdendo-me" é um desses livros da nova leva NC, e devo dizer que o número de acertos é bem maior do que os erros (que não consegui achar, sinceramente). Esse New Adult, bem mais leve e suave do que alguns que já lemos antes, me ganhou pela simplicidade dos fatos. Apesar de algumas neuras bem bobas por parte da personagem principal,adorei a maneira com que Cora Carmack leva a sua narrativa. Bliss é uma típica estudante universitária, que no final do seu curso de Artes Cênicas, ainda não perdeu a virgindade. Segundo ela mesma, a vontade de possuir o controle de tudo é que a impediu de se entregar a alguém. Com os conselhos toscos de sua colega de faculdade (que é uma personagem incrível, devo dizer), ela resolve ir para night para "resolver o seu problema". Eis que ela conhece um inglês gato em um bar e seu coração começa a bater mais rápido e as fogem ao controle, ao ponto dela não pensar em mais nada do que fazer sexo com o carinha. A ida ao apartamento é um caso a parte. O tal inglês não é só gato; ele é uma fofura também. Só que ao chegar lá, Bliss acaba amarelando, e deixa o inglês na mão. As desculpas que ela dá ao cara são no mínimo hilárias. Mesmo não rolando nada, ela deixa sua amiga achar que seu problema foi resolvido, e resolve seguir em frente, achando que nunca mais vai dar de cara com o tal inglês. O problema é que esse é um romance New Adult, e as coisas geralmente não são tão simples assim né? Fico imaginando a cara de qualquer pessoa que tenha passado por algo semelhante... A vontade de sumir deve ser tão grande que não se sabe onde colocar a cara nessa hora... Coitada da Bliss. Li o livro numa taca só. A história é uma delícia, e a gente torce a todo momento que as coisas se resolvam logo entre eles. Como eu disse, Bliss é meio insegura em algumas situações, mas dá para entender porque. Mas ela não chega a ser irritante como algumas personagens. E nem se demora tanto a resolver as questões que permeiam a trama. Leitura mais do que recomendada...

Clique aqui e adicione "Perdendo-me" a sua estante do Skoob! 

Elimar Souza

2 comentários:

  1. Oi Elimar! Eu li esse livro em inglês faz tempo e fiquei receosa quando vi que a NC que ia publicar porque já tinha reparado uns erros de tradução e de interpretação mesmo em alguns livros, mas eu ganhei essa edição e foi uma grata surpresa! Eu adorei esse livro, no começo achei que ia ser uma super drama por causa do romance que ia se formar depois que ela o vê no dia seguinte, mas o livro é muito leve e muito gostoso de ler, os conflitos bobos nos trazem cenas engraçadas então eu não me incomodei com nada! adorei a sua resenha ^^ beijos
    http://www.trocandodisco.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Oi Eli, também li o livro numa tacada só (ontem de noite) e adorei! A Bliss, o Cade, o Garrick, até da Hamlet eu gostei! kkkkkkk
    Bjs
    De Tudo um Pouquinho

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords