[Resenha] O Fogo: James Patterson & Jill Dembowski #3, por Clara Emanuelly


Sinopse - O Fogo - Bruxos e Bruxas - Livro 03

Você pensou que seria um conto de fadas? Whit e Wisty Allgood sacrificaram tudo para liderar a Resistência contra o regime sanguinário que governa o mundo. O líder supremo, O Único Que É O Único, baniu tudo o que havia de bom: livros, música, arte e imaginação. Mas o poder dos dois irmãos parece estar longe de conseguir deter O Único, e agora ele executou a única família que eles tinham. Você não vai encontrar O Único aqui. Wisty sabe que o momento se aproxima. Em breve ela estará cara a cara com O Único. A sua bravura e o seu dom canalizam ainda mais poder para esse ser, que já é invencível. De que maneira ela e Whit poderão se preparar para o confronto iminente com o implacável vilão que devastou o seu mundo – antes de ele se tornar verdadeiramente onipotente? Nem sempre seremos felizes depois que acabar. No impressionante terceiro livro da série Bruxos e Bruxas, a tensão está maior do que nunca – e as consequências mudarão tudo.

Comentários:

O terceiro livro da série é de matar. Essa mistura de distopia e fantasia que a série possui é realmente algo incrível. O Fogo foi, dos quatro livros, o que eu mais ouvi/li críticas. Isso, pra mim, é incompreensível, porque é o meu livro preferido da série. Esse livro explorou o lado emocional dos personagens, me fez chorar, rir e sentir raiva. Apenas emoções do começo ao fim! Whit e Wisty estão mais maduros agora, sabendo lidar melhor com seus problemas. Eles não entendem muito bem o porquê de serem tão importantes, justo eles, para tudo o que acontece, mas eles sabem o que tem de ser feito. Agora mais unidos, os irmãos estão mais focados no objetivo final: derrotar O Único Que É O Único. O problema é que dessa vez eles estão desamparados. A Resistência foi dissolvida e, com a chegada de uma peste, Whit não pode contar muito com Wisty, que está doente. No meio de tantas reviravoltas, eles acabam envolvendo mais pessoas em seus problemas. A história tomou outro ritmo nesse livro. Aconteceram muitas coisas em um livro só, acelerando a história e me prendendo mais a ela. A narrativa fluiu bem melhor em O Fogo, se o compararmos com o primeiro livro. Esse livro não conteve tanto romance quanto o segundo, mas ainda assim eu pude suspirar com o meu casal preferido. Byron está tão apaixonado que começou a abrir mão da própria felicidade por Wisty, enquanto a garota fica afogada em tanta confusão. Espero que a continuação desenrole essa paixão, porque eu não aguento mais esse para frente e para trás dos dois. Fiquei impressionada com o rumo que o livro tomou e não há palavras para descrever o fim. Foi algo que trouxe tanta confusão e alívio que mal posso acreditar no que realmente aconteceu. O Fogo é um livro realmente surpreendente e agora só me resta uma alternativa: ler O Beijo.

Para ler a resenha de Bruxos & Bruxas, escrita pela Clara, clique aqui

E tem também a resenha de O Dom! Clique e leia a opinião da Clara!

Clique aqui e adicione "O Fogo" a sua estante do Skoob!

Clara Emanuelly

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords