[Resenha] Pode Levar: Lorenz Pauli


AUTOR(ES): Lorenz Pauli
ILUSTRADOR(ES): Miriam Zedelius
Nº DE PÁGINAS: 32
FORMATO: 21 x 29,7 cm
CORES: 4 x 4 cores
ISBN: 978-85-7848-125-4
IDADE: a partir de 8 anos
PREÇO: R$ 33,00


Sinopse:

O simpático seu Retalho escreve em um pedaço de papel: pode levar!
O pequeno bilhete causa a maior confusão! Pois com equívocos se chega longe. Bem mais longe do que se pode imaginar.
Isso é ótimo, pois o mundo é redondo e bonito como uma maçã. Uma história para sentir, rir e que – sem esquecer de pagar – a gente pode levar!

Comentários:

Queria  deixar registrado o meu profundo apreço pelos autores de livros infantis. Se nós adultos somos considerados exigentes, esse público alvo aqui é então... Eles não têm filtro, e por isso mesmo que o cuidado e apreço que as editoras têm para com esse universo tão rico e cheio de minúcias. Quando recebi "Pode levar", me perguntei o que eu poderia dizer de um livro infantil, tão distante da realidade dos livros que costumo ler e divulgar. Eis que ao abrir o pacote de envio, minha sobrinha, que acabara de fazer 5 anos estava aqui comigo. Então, resolvi fazer dela a minha 'resenhista convidada'. Sentei no sofá de casa e resolvi ler o livro com a minha sobrinha. Foram alguns momentos bem bacanas e felizes com ela. Conforme as páginas iam sendo viradas, minha sobrinha foi reinventando a história de acordo com sua própria interpretação. Mesmo eu lendo a história de Seu Retalho, esse personagem tão atrapalhado e apaixonante, que por onde passava deixava um rastro de amor e companheirismo, minha sobrinha "lia" outra história, onde um senhor meio maluquinho corria atrás das coisas e das pessoas ao longo da história. Vi através do seu olhar todo o encantamento que uma criança sente com as cores, com os desenhos. O quanto é importante investir nesse tipo de leitura para com as crianças. A compreensão disso me fez ver e entender o quanto ainda estamos engatinhando quando o assunto é "Formação de Leitores"! Investir nos pequenos ainda é a melhor saída. Crianças leitoras se tornarão adultos leitores com muito mais facilidade e naturalidade. Como professora, sinto hoje  que a leitura como prática cotidiana faz falta no dia a dia escolar de nossos pequenos e também de nossos adolescentes. Enganasse quem acha que isso é uma tarefa fácil... Não é... Cada leitor conquistado deve ser arduamente comemorado, pois isso significa não só mais livros lidos como também mais uma pessoa para influenciar tantos outros... Seu Retalho ainda anda por aqui. Agora não mais comigo, mas debaixo do braço de minha sobrinha Duda, que a todo momento pede a alguém da família para ler o livro com ela. Claro que da história original, vários outras surgiram também... Mas acho que Lorenz Pauli ia gostar de saber que foi o "muso inspirador" de minha sobrinha. E de tantas outras crianças também... 

;)

Sobre o autor:

Lorenz Pauli
Nasceu em 1967 e vive em Berna, na Suíça. Trabalha como professor de educação infantil desde 1989. Em 2003, recebeu menção honrosa no Prêmio Austríaco de Poesia Infatil e, em 2012, entrou para a Lista de Honra do IBBY (International Board on Books for Young People).

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords