[Resenha] Destrua-me: J. L. Mac / #SemanaDestruaMe


Sinopse:

Destrua-me - Aos vinte e cinco anos, Josephine Geroux é uma "zé ninguém", segundo sua própria definição e, apesar de não querer ser assim, ela se contenta com isso. Crescer orfã a transformou numa pessoa dura e indiferente aos outros, até que ela conhece um homem estranhamente familiar, com um rosto que a assombra por razões que ela não consegue entender.
Mesmo fazendo questão de evitar interações com os outros, a vida de Josephine se entrelaça com a de Damon Cole, o enigmático estranho, e antes que se dê conta, ela se entrega à única pessoa que está perto o suficiente de destruí-la.

Envolvente, sensual e extremamente emocional, Destrua-me irá te seduzir, apaixonar e conduzir à uma montanha russa de sentimentos, com a dolorosa vida de Josephine.

Comentários:

Eu já tinha começado essa resenha antes, mas resolvi apagar tudo e começar de novo. Me senti na obrigação depois que conversei com uma amiga que não havia gostado do livro. Pois é... Nem sempre as pessoas gostam daquilo que a gente gosta. Fiquei pensando nas coisas que ela disse e eram exatamente essas coisas que me fizeram gostar de "Destrua-me". A história de Jo e Damon não é comum. Se fosse, talvez não tivesse despertado um terço do meu interesse. Assim que o livro chegou eu comecei a ler e só consegui largar quando já tinha acabado. Foi quase como puxar a respiração e só conseguir soltar quando o livro tinha enfim terminado. Se alguém me diz que começou a ler um livro e só o largou depois de terminado, isso já me deixa com a pulga atrás da orelha. Me pergunto logo quem é esse escritor ou escritora que consegue fazer alguém parar horas de sua vida e ficar totalmente absorvido em sua história. J.L. Mac é dessas... rsrsrs.
Eu sabia que não podia esperar uma história de amor comum, onde duas pessoas se apaixonam e devem superar alguns obstáculos para enfim ficarem juntos. Aqui os obstáculos são grandes demais, e alguns deles são construídos por ambos. Damon é do tipo "ame ou odeie". Tenho total consciência que ele vai gerar muitas discussões ainda, seja para defendê-lo ou para detoná-lo. Mas o que não se pode negar é que ele seja marcante. Marcante é pouco, ele é um furacão, pronto para destruir tudo que estiver pela frente. Várias atitudes dele ao longo da narrativa deixam qualquer feminista de cabelo em pé, não dá para negar, mas é preciso entender que existe um limite aqui. Com sua personalidade quebrada por causa de algo ocorrido no passado, Damon se tornou aquilo que lemos ao longo da narrativa, e é exatamente por isso ele é tão atraente. O que a gente quer é desvendar cada nuance desse personagem e entender os motivos que os levam a agir do jeito que age. Jo, apesar de se mostrar forte e decisiva no início do livro, se entrega a Damon sem qualquer reserva, o que me fez pensar se ela era tão forte como me mostrou no início.
Eu terminei o livro literalmente destruída. Meus olhos estavam cansados, meu coração estava acelerado, e a vontade de ler o próximo é quase irresistível. Não posso afirmar que vocês vão gostar ou não do livro. O que posso dizer é que ele é um imã impossível de se afastar. Damon pode entrar para a lista dos seus mocinhos mais adorados... Ou dos mais odiados, vai saber... O que você precisa fazer é ler, e tirar as suas próprias conclusões... 

Beijos!

Elimar Souza

P.S.: O blog Alquimia dos Romances está participando da Semana Destrua-me. 

Conheça um pouco mais do livro "Destrua-me" clicando aqui!

Participe da promoção clicando aqui!

A autora J. C. Mac deu uma entrevista exclusiva para as meninas da Editora Chame. Clique aqui e leia a entrevista.
 

Um comentário:

  1. Oi, Elimar!!

    Gostei muito de você citar essa questão de atitudes masculinas e feminismo. É um assunto delicado. Eu acho que extremismo nunca é bom. Em lugar nenhum. Um livro às vezes só quer mostrar um ser humano, não um homem ou uma mulher. Mas alguém que passou por situações difíceis. E pessoas que precisam consertar a si mesmas. Todos merecem uma chance de amar. Assim como todos devem amar a si mesmos.
    Destrua-me chamou muito a minha atenção esta semana. E eu fiquei realmente curiosa para conferir as resenhas. E pelo que vi da sua... ele é desses livros intensos, que realmente nos sacodem. Esse é o meu tipo preferido de livro.
    Fiquei ainda mais curiosa.
    Beijos!!

    http://vivianpitanca.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords