[Resenha] Quando eu te encontrar: Lucy Vargas / Série Ward 0.5


Sinopse:

Os Ward amam insanamente, mas não tem tempo para esperar.

Sean não esperava nada daquele sábado à noite. Nem sequer memorizar um nome. E acabou implorando por um telefone e um encontro.

Logo ele queria tudo de Beatrice. Seus beijos, seu carinho, seu amor e seu tempo. E ele queria imediatamente. Ela era como uma brisa de ar puro depois de anos sufocando, imerso em seu passado e segredos.

Talvez Beatrice não estivesse pronta pra se comprometer e nem se apaixonar tão intensamente. Será que ela consegue ser a dona dos demônios dele? Por quanto tempo?

“Meu amor é insano e faminto. E seu gosto é bom demais para eu conseguir me saciar.”

Descubra como os Ward começaram.

Comentários:

Esse livro foi lido numa tacada só. E depois fiquei numa deprê maldita... Culpa de quem? Lucy Vargas! Cara, esse livro pode ser classificado com palavra: maldade! Maldade com muita malvadeza! Depois de tanto tempo esperando para enfim ler "Quando eu olhar pra você", não precisei esperar tanto tempo para ler "Quando eu te encontrar", o que para mim foi ótimo, já que esperar não é muito o meu forte. Aqui, a gente conhece Sean e Beatrice antes de tudo que acontece no primeiro livro, e sentimos aquele aperto no peito, por perceber que aquele casal era esse casal aqui... E por causa de atitudes estranhas de ambas as partes, tudo acabou indo para o buraco.O início do relacionamento deles é bombástico. Tudo acontece rápido demais, mas não tão rápido que você ache surreal (ponto para a Lucy). Nada como "Te vi, te amei". Vemos um homem e uma mulher trilhando caminhos diferentes e bem distantes um do outro se aproximando graças ao acaso, e que aos poucos vão se vendo envolvidos em um sentimento que não pediu licença. De forma diferente, ambos acabam se tornando uma droga um para o outro, o que a gente se pergunta se é bom para os dois. Enquanto Bea está terminando a faculdade e pensando ainda no futuro, Sean é o presidente do grupo GW antes dos trinta anos, que não tinha um relacionamento desde a adolescência, graças a um trauma que só vamos descobrir no livro 2 (estou lendo e tenho que dizer: UAU!). Os dois sentem uma atração logo de cara, mas nada desesperador e fora de controle. Sabe aquela atração que você sente por alguém em uma festa ou balada, por achar um carinha interessante? Ou aquela menina bonita, que sorri para você de um jeito lindo, e que te faz pensar na pessoa de repente? É dessa atração que estamos falando. Nada "mágico". Tudo muito crível e possível de  acontecer de verdade. Nessa história a gente fica com um misto de sentimentos e sensações. Ora você fica encantada com a relação dos dois, ora você fica com pena por saber para onde esses dois vão. Se tudo isso não fosse o suficiente, as cenas hots entre eles é de fazer ressuscitar os mortos. Gente... É cada cena que deixa a gente enlouquecida. Aguardem, porque muito em breve, teremos aqui a resenha de "Quanto eu te beijar".

Clique aqui e leia o que eu achei de "Quando eu olhar pra você".

E clique aqui para adicionar a sua estante do Skoob! 

Beijos e até a próxima!

Elimar Souza

3 comentários:

  1. Gente acho que essa é a capa mais linda que já vi na minha vida! Eu sou apaixonada por romances e esse com certeza me conquistou! Amei o enredo e a resenha!
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Gabriela, tudo bem?pode enviar me essa trilogia. Noliveira514@gmail.com
      Abraços

      Excluir
    2. Gabriela, tudo bem?pode enviar me essa trilogia. Noliveira514@gmail.com
      Abraços

      Excluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords