[Resenha]: A Herdeira do Fogo - Trono de Vidro 3

Título: A Herdeira do Fogo

Autora: Sarah J. Maas

Editora:  Galera Record (20 de Julho de 2015)

Ano: 2015

ISNB: 9788501401403 

Idioma: Português

Páginas: 518







Sinopse:


Misto de Assassin’s Creed e Game of Thrones, a história de Celaena Sardothien, uma assassina a serviço de um rei tirânico, é uma fantasia épica repleta de ação, intriga e cenas de luta inesquecíveis. No terceiro livro da saga, Celaena ressurge das cinzas ainda mais forte e letal. E parte em uma jornada em busca de uma obscura verdade: uma informação sobre sua herança e seus antepassados que pode mudar sua vida e o futuro de dois reinos para sempre. Enquanto isso, forças sinistras começam a despontar no horizonte e têm planos malignos para dominar o seu mundo. Agora, depende de Celaena encontrar coragem para enfrentar tais perigos, além de seus próprios demônios, e fazer a escolha mais difícil da sua vida.
Aelin Coração de Fogo

Olá galerinha! Hoje vou falar um pouco de A Herdeira do Fogo, 3º livro da série Trono de Vidro. Nesse livro vão aparecer vários personagens novos na trama, eu amei!!! Você vai passar a entender melhor sobre o reino feérico, sobre a magia que há muito foi esquecida em Adarlan. Cada capítulo vai ser sobre um personagem. Celaena e Rowan, Dorian e Sorscha, Chaol e Aedion, Manon. Esse livro também foi divido em duas partes, assim como o Coroa da Meia-Noite, vou falar um pouco de cada um, separado.


Parte Um – Herdeira das Cinzas

Depois de descobrir sobre a descendência feérica de Celaena, Chaol convence o rei de Adarlan a mandá-la para Wendlyn, outro continente, para que possa ficar o mais longe possível das garras do rei, para protegê-la. O que ele descobre depois é que Celaena na verdade é Aelin Ashryver Galathynius, herdeira do Trono de Terrasen, a rainha desaparecida. E que acabou de enviá-la para os braços de seus maiores aliados, a família de sua tia, os Ashyvers.

Após chegar em Wendlyn, Celaena está perdida, sem saber como pode descobrir a localização da última chave de Wyrd, sobre seus poderes, sua única chance seria conseguir falar com sua tia Maeve, rainha dos feéricos. E por obra do destino Rowan, um lindo guerreiro feérico, aparece na cidade para levá-la até a rainha. Quando finalmente chegaram ao local onde estava Maeve, ela fez uma proposta a Aelin, que ela treinasse com Rowan sua magia, e que se tornasse digna de entrar em Doranelle, ela lhe daria todas as informações sobre as chaves de Wyrd, podendo assim cumprir a promessa que fez diante o túmulo de Nehemia, de libertar Eyllwe.

Maeve 


“Desejo Que se torne quem nasceu para ser. Que se torne Rainha.” pág 62.


Aelin descobre que Rowan é o príncipe de Doranelle, e que é um guerreiro cruel, eles praticamente se matam durante o treinamento. Eles se odeiam muito de início, mas passam a confiar um no outro no final dessa primeira parte.      
        
Rowan Whitethorn

Enquanto isso Aedion Ashryver, o General  mais temido do rei, retornou a Forte da Fenda e Chaol começa a perceber algo de errado nele. Vive dando festas, e desaparecendo quando todos estão distraídos. Até que descobre que na verdade ele está trabalhando com os rebeldes para destruir o rei, e Chaol revela que Aelin, sua prima e rainha, ainda está viva e que ela é Celaena. Depois dessa revelação, Aedion fica sem chão, e passa a fazer de tudo para devolver o trono a Aelin e os dois passam a trabalhar juntos contra o rei, e Chaol tentando achar uma forma de proteger Dorian e sua magia.

Aedion Ashryver

A magia de Dorian fica cada vez mais instável e ele vai contar com a ajuda de uma curandeira que serve ao palácio, Sorscha, para ajudá-lo com a magia. Ela nutre sentimentos pelo príncipe há muitos anos, e quando o príncipe percebe isso se vê encantado pela moça, que mesmo perdendo toda a família e seu lar por causa do rei, ainda assim o serve em seu palácio.

Manon Blackbeck

Outra personagem que eu amei foi a Manon Bico Negro, herdeira do clã de bruxas Bico Negro, o clã mais poderoso, ela é totalmente cruel, fria e calculista e uma guerreira invejada por todas. Sua missão é torturar e matar as bruxas Crochan até elas contarem como desfazer a maldição que está sobre o seu clã, pois a cinco séculos atrás a rainha Crochan foi derrotada em batalha e com seu último suspiro de vida jogou uma maldição nas bruxas, que suas terras, seu lar, seria um lugar morto, inabitável, e elas vem tentando reverter o feitiço.
O rei faz uma proposta para as bruxas, para que lutem ao seu lado por um tempo e em troca ele vai dar a cada uma delas serpentes aladas, para que possam atacar seus inimigos pelos céus, voltarem a voar igual elas faziam com suas vassouras antes de toda a magia desaparecer do reino, uma das coisas que Manon mais amava no mundo, além de estripar seus adversários.


Parte Dois – Herdeira do Fogo


Aelin passa a controlar cada vez melhor seu poder de fogo e ela e Rowan se tornam amigos, companheiros de batalha. E quando semifeéricos começam a aparecer mortos, sempre no mesmo padrão, eles vão investigar e descobrir cada vez coisas mais perturbadoras a respeito do poder maligno do rei. E Aelin vai tomar uma decisão, que vai mudar completamente o destino de todo o reino! “Aquelas que surtam forte com essas cenas de impacto” *O*

Enquanto isso as bruxas dos clãs Dentes de Ferro, estão treinando com suas serpentes aladas, Manon escolheu Abraxos para ser seu mesmo indo contra a vontade da Matriarca. Com a chegada dos Jogos de Guerra, torneio onde vai decidir qual o clã que vai servir ao rei com sua Líder Alada, o ambiente vai ficando mais ofensivo. E Manon começa a mudar um pouco sua forma de pensar em relação ao que achava que era absoluto em sua vida.



Nossa eu ameiiii a Manon, ela se tornou uma das minhas favoritas. Adoro personagens femininas fortes e ela é forte e cruel quando tem que ser. Abraça suas responsabilidades com relação ao clã. E a relação dela com Abraxos é muito legal eu amei! E tenho minhas teorias sobre ele que quero confirmar no próximo livro logo.

Manon e Abraxos

Outra coisa que amei muito foi a evolução da Celaena do início do livro pro final, parece outra pessoa! Ela vai amadurecer muito e grande parte graças ao seu treinamento com Rowan. Um dos motivos que fiquei apaixonada com a relação da Aelin e do Rowan! Sempre falei aqui que sou team Chaol, mas o Rowan me balançou, o jeito como ele é leal e luta por seu povo feérico, um verdadeiro príncipe!


Não vou comentar mas nada para não estragar as surpresas, mas sabe aquele livro que você mega se surpreende com tudo que acontece?! Quando você termina de ler e a sensação que você tem é que nenhum outro vai chegar à sombra dele? (Sim estou de ressaca literária forte aqui) e o pior que agora temos que aguardar o próximo! E a forma como o livro termina,vocês vão ficar desesperados querendo a continuação




Confiram as resenhas dos outros livros da série abaixo:



Daiana Moreira, resenhista e colaboradora do Alquimia dos Romances













2 comentários:

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords