[Resenha] Minha vida mora ao lado: Huntley Fitzpatrick


Sinopse:

“Minha mãe nunca ficou sabendo de uma coisa, algo que ela reprovaria radicalmente: eu observava os Garrett. O tempo todo.”

Os Garrett são tudo que os Reed não são. Barulhentos, caóticos e afetuosos. São de verdade. E, todos os dias, de seu cantinho no telhado, Samantha sonha ser uma deles, ser da família. Até que, numa noite de verão, Jase Garrett vai até lá e...
Quanto mais os adolescentes se aproximam, mais real esse amor genuíno vai se tornando. Contudo, precisam aprender a lidar com as estranhezas e maravilhas do primeiro amor. A família de Jase acolhe Samantha, apesar dela ter que esconder o namorado da própria mãe.

Até que algo terrível acontece, o mundo de Samantha desmorona e ela é repentinamente forçada a tomar uma decisão quase impossível, porém definitiva. A qual família recorrer? Ou, quem sabe, Sam já é madura o bastante para assumir suas próprias escolhas? Será que está pronta para abraçar a vida e encarar desafios?
Quem você estaria disposto a sacrificar pela coisa certa a se fazer? O que você estaria disposto a sacrificar pela verdade?

Clique aqui e adicione "Minha vida mora ao lado" a sua estante do Skoob! 

Comentários:

Fazia tempo que um romance não mexia tanto comigo assim. Até pensei que por estar mais sensível (por uma série de razões que não cabem dizer aqui), eu poderia ter me deixado levar pela delicadeza dessa história, mas foi simplesmente isso. Dentro de uma atmosfera delicada e cheia de bons exemplos, somos apresentados a um livro que deveria ser lido por todo mundo. Quando eu digo todo mundo, é todo mundo mesmo. Fugindo totalmente dos clichês que poderíamos esperar de um romance onde os personagens são adolescentes, aqui o que vemos são dois jovens que vão crescendo como personagens, nos fazendo implorar de forma inconsciente, que o livro não acabe nunca. Conforme as páginas foram acabando, fui sentindo aquela dor no peito que dá quando a gente está lendo aquele livro bom, sabe? Aquele que vai te fazer ficar com cara de idiota feliz por vários dias, implorando para as amigas lerem o livro também.
A gente termina "Minha vida mora ao lado" com uma gama de sentimentos diferentes, que fazem a gente voltar nas nossas passagens favoritas, querendo conhecer novamente Sam e Jase, dois personagens tão diferentes mas que se completam em vários sentidos. Sam é a menina comportada e obediente, que vive com a mãe e a irmã. Jase é um dos oito filhos da família Garrett, e é um rapaz trabalhador e amoroso. Os dois começam uma amizade que aos poucos vai evoluindo para um amor delicado, que vai fazer até mesmo os corações mais duros suspirarem a todo momento. 
Cada personagem apresentado no livro deixa sua marca em nós, seja pelo humor e fofurice, quanto pelas atitudes um tanto quanto questionáveis. Nenhum personagem chega a ser um vilão ou algo parecido. São apenas pessoas que agem de alguma maneira que discordamos, mas que depois de um tempo, tentamos entender e até mesmo chegamos a nos colocar no lugar deles.
Amizade, amor, família... Tudo foi retratado com muita propriedade por Huntley Fitzpatrick, que ganhou um lugar cativo no meu coração e na minha estante. Todo ano eu escolho um livro que vai ser a minha primeira opção para presentear amigos e pessoas queridas. Aquele livro que eu sei que nunca vai me decepcionar, e que vai agradar a todos. "Minha vida mora ao lado" é o meu livro desse ano. Acho que dos próximos anos que se avizinham também.

Compre seu exemplar agora mesmo:


Beijos e até mais!

Elimar Souza

Um comentário:

  1. Oi Elimar! Li Minha Vida Mora ao Lado faz alguns anos, e também me encantei pelo livro. Você expressou tudo o que eu senti ao lê-lo, é incrível como a autora conseguiu deixar os personagens tão humanos, com seus erros e acertos. Adorei relembrar essa história, e já me deu vontade de reler.

    Beijos,
    Adri - Stolen Nights

    ResponderExcluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords