[Resenha]: A Sereia - Kiera Cass

Título: A Sereia

Autora: Kiera Cass

Editora: Seguinte (27 de Janeiro de 2016)

Ano: 2016

ISNB: 9788565765930

Idioma: Português

Páginas: 368






Sinopse: Anos atrás, Kahlen foi salva de um naufrágio pela própria Água. Para pagar sua dívida, a garota se tornou uma sereia e, durante cem anos, precisa usar sua voz para atrair as pessoas para se afogarem no mar. Kahlen está decidida a cumprir sua sentença à risca, até que ela conhece Akinli. Lindo, carinhoso e gentil, o garoto é tudo o que Kahlen sempre sonhou. Apesar de não poderem conversar — pois a voz da sereia é fatal —, logo surge uma conexão intensa entre os dois. É contra as regras se apaixonar por um humano, e se a Água descobrir, Kahlen será obrigada a abandonar Akinli para sempre. Mas pela primeira vez em muitos anos de obediência, ela está determinada a seguir seu coração.


Vou deixar o Book Trailer aqui:



Olá gente!! E ai tudo bem?! To meio sumida desde o carnaval, estava aproveitando bastante o Sol e a piscina, feriadão é sempre muito bom! Já que estamos no Verão (Sol, Praia e Mar), não teria resenha mais perfeita do que o livro novo da nossa Diva Kiera Cass, A Sereia. Sim o lançamento desse livro em janeiro foi perfeito, super combino com a estação. Ai você pensa, é um livro de sereias que cantam ao Sol, vivem felizes no mar. Sinto te informar mas nesse livro não tem nada disso hahahaha

Nessa história as sereias não nascem assim, mas sim são transformadas, na verdade diria mais amaldiçoadas, sim é mais uma maldição do que um dom. Elas são transformadas pela água, sim a água é uma personagem na história, e uma que eu amei. Ela é o que mais chega próximo de uma mãe para elas, mas não se engane, vai ter partes do livro que você vai sentir raiva de certas atitudes que ela vai tomar. De seis em seis meses no máximo a água precisa se alimentar, e o seu alimento é o naufrágio de navios, com a morte dessas pessoas as águas do mar se acalmam. Ela diz que o sacrifício de alguns é necessário para salvar a vida de milhares, e como ela não pode naufragar esses navios sozinha ela transforma garotas que estão a beira da morte e que lutam pela vida para serem suas servas. Geralmente é um grupo de três a quatro meninas, pois muitas acabariam atraindo atenção dos humanos e descobririam suas identidades. Essas meninas tem que servir a água por cem anos para depois serem libertadas, e suas lembranças desse período são apagadas e elas podem viver como humanas normais. Ah, um detalhe bem interessante é que quando estão na água elas não tem caldas, o sal do mar gruda em seus corpos e forma vestidos, cada um mais lindo e surpreendente que o outro, do tipo vestidos de bailes. Afinal estamos falando de um livro da Kiera Cass, tinha que ter vestidos glamurosos na história, bem a cara dela. Para quem não sabe esse foi o primeiro livro que a Kiera escreveu, livro de estreia dela, antes de todo o sucesso da Seleção.


Logo no começo do livro conhecemos  Kahlen que está viajando em um navio com os pais, até que ela começa a ouvir uma música muito bonita e fica meio hipnotizada e tentando achar de onde ela vem e quando da por si está no meio de uma tempestade e o navio está afundando e o mais estranho é que as pessoas estão se jogando ao mar, se suicidando. Quando ela está se afogando tenta com todas as forças lutar por sua vida e é quando escuta uma voz na sua cabeça perguntando o que ela daria para continuar viva, a sua resposta é “qualquer coisa”. Nesse momento ela é arrastada para longe do naufrágio e está diante de três mulheres lindíssimas, que ela acredita serem anjos. Elas explicam que são sereias e que a água resolveu dar uma chance a ela de viver, mas que por cem anos terá que ser sua serva e daí o livro realmente começa.

Uma coisa que sempre me fascinou é o canto das sereias, um som tão lindo e ao mesmo tempo tão perigoso a ponto de fazer as pessoas morrerem tentando encontrá-las. Gostaria muito de ouvir, claro que sem a parte que eu teria que morrer depois! 

Passam oitenta anos na história, e por todo esse tempo Kahlen vem servindo a água, só que ela odeia ter que tirar a vida de pessoas inocentes e vive se culpando por todas as almas que levou. Ela vive com suas duas irmãs sereias, Miaka e Elizabeth, elas se mudam de tempo em tempo, não se tornam próximas de nenhum humano pelo risco que elas oferecem, pois suas vozes são mortais. Quando estão próximas de outros humanos elas se comunicam por linguagem de sinais. A relação das três é bem legal, aquele carinho de família sabe, zelo, amor. A Kahlen e a água também tem uma relação de mãe e filha, ela sempre a procura para conversar, para se tranquilizar.

"- Às Vezes, uma antiga sereia sai para nadar ou me toca com as pernas ao sentar em um píer. Então consigo espiar suas vidas, e nenhuma delas jamais lembrou de mim.
- Eu vou lembrar de você.
- Por toda a eternidade, jamais esquecerei você. Eu te amo.
- E eu te amo."
(Água e Kahlen pág 51)

Um belo dia Kahlen conhece Akinli e tudo muda. Ela se apaixona por ele, pelo seu jeito simples de ver a vida, do modo como ele a entende mesmo sem as palavras. Mas ela sabe que não pode ficar com ele, primeiro porque estaria colocando a vida dele em risco, principalmente se a água descobrir, pois ela estaria colocando o segredo das sereias em risco. Segundo porque ela ainda tem mais vinte anos para servir a água e nesse tempo ele envelheceria e quando ela finalmente tivesse concluído sua tarefa, todas as suas memórias do tempo de sereia seriam apagadas e ela jamais lembraria que um dia o amou. Um destino extremamente cruel e de cortar o coração, ai será a hora de colocar o amor a prova e descobrir se o amor realmente supera tudo.


"Talvez o segredo para eu poder seguir em frente não fosse eliminar tudo o que sentia. Talvez só precisasse me concentrar no único sentimento que fazia todos os outros parecerem menores,"

É um livro bem tranquilo de ler, aquele romance bem água com açúcar, me lembrou muito um filme Seção da Tarde, acho que tem grandes chances de virar filme. Só achei que a Kiera podia ter colocado mais cenas deles dois juntos, achei que as coisas aconteceram bem rápido, de se apaixonarem perdidamente e tal e eles nem tiveram quase momentos juntos no livro. Também senti falta de uma melhor descrição física dos personagens.

Adorei a capa do livro!! Fora que o marcador vem na contra capa para você cortar, achei maravilhosa a ideia da Seguinte de fazer isso, só acho que todas as editoras deveriam seguir o exemplo. Pois ai as pessoas viciadas que colecionam marcadores não iriam ficar desesperadas atrás pra completar a coleção!! hahahahaha


Daiana Moreira, resenhista e colaboradora do Alquimia dos Romances

10 comentários:

  1. A Kiera é uma das minhas escritoras favoritas e eu amei o enredo desse livro e a sua resenha. É um livro que eu gostaria de ler sim.
    Mil Beijos!
    http://pensamentosdeumageminiana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ahh que bom q gostou! Obrigada! Leia sim que você vai gostar! É bem diferente!
      Beijussss!!!

      Excluir
  2. Ainda não li esse livro, to meio receosa! sempre que leio algum livro de um ator fico mo esse medo de ler outras obras dele e não ser tão bom quantos os outros heheh, a capa é linda e eu amo mitologia! espero ler em breve.

    bjs

    http://www.leituraentreamigas.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu também sempre crio a maior expectativa, pois se os outros foram bons espero que os próximos livros também sigam o mesmo ritmo! Eu continuo ainda preferindo a Seleção, mas esse tbm é legalzinho!!
      Obrigada pela visita!
      Bjusss

      Excluir

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords