[Resenha] Delícia, delícia: Donna Kauffman (Cupcake Club #1)


Sinopse:

Quando a extraordinária confeiteira Leilani Trusdale trocou a agitação de Nova York pela pacata e doce Ilha de Sugarberry, não esperava que seu passado a seguisse. Seu antigo chefe, Baxter Dunne, também conhecido como Chef Hot Cakes, o homem que ensinou a ela que o creme compensa, reaparece desejando filmar seu famoso programa de culinária. O problema é que ele escolheu filmar na Cakes by The Cup, a minúscula e aconchegante confeitaria de Leilani. Com seu olhar de brigadeiro de colher e aquele irresistível sotaque britânico -- que faz a moça babar e seu rosto corar como calda de cereja --, ele fez as fofocas de cozinha rolarem soltas.

Lani, lá no fundo, só deseja que algumas sejam deliciosamente verdadeiras... Os amigos estão convencidos de que o ex-chefe é o ingrediente que falta para a definitiva receita de felicidade dela. Porém, Baxter terá que botar a mão na massa se quiser tirar do forno um grande, verdadeiro, quentinho e saboroso amor. No Clube do Cupcake, cozinhar é apenas um detalhe. Entre altos papos e doces lambidas, amizades crescem como pão quentinho e a vida vai ficando, hummmm, mais saborosa. Mas quando é preciso decidir entre a vida que você sempre sonhou e o amor da sua vida, só as melhores amigas, as melhores receitas e uma caixa cheia de Red Velvets podem ajudar. É hora de praticar boloterapia!!!

Comentários:

Donna Kauffman era uma velha conhecida minha. Daquelas que deixa ótimas impressões, mas por razões que só o mercado editorial brasileiro pode explicar, nós perdemos o contato. Mas a Editora Valentina tratou de corrigir esse problema e cá estamos nós novamente, nos divertindo e estreitando mais uma vez a nossa amizade. O primeiro romance de Donna que li foi publicado em formato pocket, daqueles que se vendiam em bancas de jornais, e que faziam uma galera letrada torcer com força o nariz. Pois é... A muito tempo eu já sabia que ela era talentosa. Em "Delícia, delícia", se consegue ver com muito mais ênfase porque ela é incrível. Os elementos apresentados no primeiro livro da série Clube do Cupcake vai fazer as fãs dos romances adorar Lani e Baxter, o casal dessa trama. 
Ao longo do livro, a gente descobre porque Lani resolveu largar tudo e voltar para o lugar onde cresceu. Existe muita coisa envolvida e nem tudo é sobre ela. Eu gosto de pensar que ela foi fiel a si mesma e que não fugiu. Ela simplesmente fez uma análise do que ela tinha e do que ela queria e chegou a conclusão que tinha que ir embora. Depois de meses, Baxter, seu ex-chefe, se dá conta que sente a falta "dela", mas a Lani que ele encontra não é a mesma que foi embora. E isso, ao contrário do que pode parecer para ele, não é ruim ou bom. É simplesmente a vida, retratada por Donna Kauffman, é claro. 
Acho legal que as pessoas que resolverem ler "Delícia, delícia" pensarem primeiro em Lani, e depois no Baxter. Eu reparo que na maioria dos casos, temos muita "paciência" com os mocinhos maravilhosos, mas não temos com a mocinha. As inseguranças dela são totalmente compreensíveis. Meu primeiro instinto é sempre ficar do lado das personagens femininas. Mesmo o Baxter sendo maravilhoso e tendo percebido que gostava de Lani, acho totalmente válido a insegurança dela e os motivos que faziam ela acreditar que o relacionamento deles não poderia acontecer.
"Delícia, delícia" é um livro para o público fã do romance, daqueles com vários clichês (sim, têm clichês). E é por isso que essa série fez um baita sucesso lá fora: as leitoras sabiam exatamente para onde o livro estava caminhando e adoraram por isso. Você também vai gostar!

Clique aqui e adicione "Delícia, delícia" na sua estante do Skoob! 



Você consegue comprar "Delícia, delícia" por um preçinho bem em conta no Submarino. Dá uma conferida clicando aqui!

Beijos!

Elimar Souza 

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords