Aloha Meninos e Meninas!
Tudo bem!?

Que livro fofo!
Sei que algumas pessoas não curtiram muito, esse segundo livro do "Clube dos Sobreviventes", mas eu devo confessar que embora eu tenha sentido falta de algo nele, e o primeiro ainda seja o meu preferido, essa também ganhou um pedacinho do meu coração é um livro muito sensível e prático.

A forma como o personagem da Sophia encarou a vida, e seu destino, me surpreendeu bastante, muito mais do que a forma do Vincent se relacionar com a vida em família.

Sophia e Vincent se completam de uma forma excepcional.
Enquanto Sophia, aprendeu a tirar proveito da sua "invisibilidade", para tentar ter uma vida em paz na casa dos tios, buscando refúgio nos seus desenhos, o que vemos a princípio em Vincent é um homem condescendente com os desejos de sua família, em relação a sua vida e a forma como ele deve vivê-la.
Porém, isso tudo muda quando ele conhece Sophia, embora ela pareça frágil e submissa, ela demonstra toda sua sagacidade nos momentos certos e da maneira mais certa possível na vida dele.
E a vida que antes era simplesmente "levada", se torna prazerosa e surpreendente para ambos.  

A melhor parte do livro pra mim, é vê a superação da Sophia, embora a forma como ela encara as dificuldades da sua vida, com tamanha naturalidade a ponto de ao invés de se vitimizar, ela vê como a coisa mais natural do mundo, como se ela merecesse ser tão negligenciada, me deixe nervosa.

Mas, não sejamos insensíveis à cegueira do protagonista, mas devo confessar que esse fato acabou ficando em segundo plano diante da forma que ambos lidavam com o fato, muitas vezes no decorrer da leitura me esquecia do fato em si.

Os diálogos sagazes de ambos faz dessa a leitura mais divertida e sensacional do Clube até o momento. 

SINOPSE

Embora Vincent, o visconde de Darleigh, tenha ficado cego no campo de batalha, está farto da interferência da mãe e das irmãs em sua vida. Por isso quando elas o pressionam a se casar e, sem consultá-lo, lhe arranjam uma candidata a noiva, ele se sente vítima de uma emboscada e foge para o campo com a ajuda de seu criado. 

No entanto, logo se vê vítima de outra armadilha conjugal. Por sorte é salvo por uma jovem desconhecida. 

Quando a Srta. Sophia Fry intervém em no me dele e é expulsa de casa pelos tios sem um tostão para viver, Vincent é obrigado a agir. Ele pode estar cego, mas consegue ver uma solução para os dois problemas: casamento.

Aos poucos, a amizade e o companheirismo dos dois dão lugar a uma doce sedução, e o que era apenas um acordo frio se transforma em um fogo capas de consumi-los.
   

Quanto vale a  leitura? 

Namastê
Báh B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Google+ Followers

Networkedblogs

Views

HOTWords