[ Romance de Época ] Esse Duque é Meu - Eloisa James




Aloha Meninos e Meninas,
Tudo bem!?

“Veloz, vibrante, uma ave tomba para nós, as sombras se amontoam nas àrvores.”

Nosso romance da vez é da querida Eloisa James.
E dos cinco romances dessa série, devo confessar que li apenas dois, sendo este o segundo, apesar de ter gostado de Um Beijo à Meia Noite, não fiquei interessa até agora pelos demais, então pretendo lê-los em breve, Eloisa me conquistou com a forma que ela abordou temas tão variados e os incorporou aos contos de fadas, trazendo sempre uma lição de superação de algum personagem.

Devo confessar que a Olívia não me cativou como sua irmã Georgiana ou mesmo o próprio Rupert, com uma alma tão frágil e cativante, mesmo tendo sido tão subjulgado e mal interpretado, penso que foram os personagens mais fortes e carismáticos do livro.

Georgiana, não aparentava em nada aquelas damas afetadas da época, mesmo cumprindo a risca tudo que fora imposto por sua mãe, pelo contrário, ela sabia o que queria e se dispunha a fazer isso da melhor forma possível.

Mesmo Rupert, com suas limitações, soube se fazer ouvir para com o pai, e realizou uma conquista pessoal que só engrandeceu ainda mais o personagem.

Já Olívia a todo o momento me parecia uma pessoa extremamente mimada e por vezes irritante em seu comportamento impetuoso, por vezes até arrogante.
Mas no decorrer da leitura ela consegue se redimir e conquistar um pouquinho da minha simpatia, rs.
Principalmente quando demostra sua lealdade a Rupert.

Já Quin, o que dizer de um duque nem um pouco libertino, que tem dificuldades em expressar os sentimentos, depois de um grande trauma? Fofo!
Melhor ainda é ver o personagem redescobrindo que tem sim condições e deve ser feliz ao lado da mulher que ele julgar ser apropriada para ele sem os palpites da duquesa mãe, mesmo que essa mulher tem um espirito impetuoso e esteja prometida a outro.  

Gostei muito da duquesa mãe, porque percebi logo de cara que ela era mais do que aparentava ser, e que tudo que fazia era com o intuito claro de proteger o filho e quando percebeu que os sentimentos de Quin eram genuínos ela soube baixar a guardar e aceitar, mesmo que ainda incerta por dentro que seu filho não estivesse se excedendo na confiança para com Olívia.

Embora eu tenha levado um tempo considerável para ler, é uma leitura que eu indicaria para quem curte romances de época e não conhecem a Eloisa, sem dúvida vale a pena a leitura, principalmente se a pessoa for capaz de compreender a profundidade que existe em determinadas passagens do livro.

SINOPSE

Para Olívia Lytton, seu noivado com o duque de Canterwick é mais uma maldição do que uma promessa de felicidade para sempre. Pelo menos o título de nobreza dele ajudará sua irmã, Georgiana, a garantir o próprio noivado com o carrancudo - e lindo - Quin, o duque de Sconce, um par perfeito para ela em todos os sentidos.

Quer dizer, menos em um, porque ele está apaixonado por Olívia.
A curvilínea, teimosa e inconformista irmã gêmea de sua noiva lhe desperta um desejo desconhecido. Mas Quin nunca coloca a paixão à frente da razão, e a razão lhe diz que Georgiana é a noiva perfeita.

Quando eles não conseguem resistir à paixão, correm o risco de colocar tudo a perder  - o noivado de Olívia, a amizade dela com a irmã e  próprio amor dos dois.

Agora só há uma coisa capaz de salvá-los, e ela espera no quarto, onde um magnifico colchão guarda respostas transformadoras ao enigma mais romântico de todos.

No quinto livro da coleção Contos de Fadas, Eloisa James traz de volta uma pergunta antiga:  será que a perfeição tem alguma coisa a ver com o amor?

Quanto vale a leitura: 


Namastê

Báh B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Networkedblogs

Views

HOTWords