[ Fantasia ] A Chama de Ember - Colleen Houck







Aloha Meninos e Meninas,
Tudo bem com vocês!?

We back...

Após alguns problemas técnicos, muito suor e lágrimas conseguimos voltar à ativa.

E nosso livro da vez aproveitando a onda do mês é  “ A Chama de Ember ” – ainda no clima do halloween, simplesmente amei esse livro da Colleen Houck.

Me fez lembrar de quando me apaixonei pela escrita dele na série dos nossos amados tigres.

Nesse entretanto temos uma pegada mais sobrenatural ainda.

Ember O´Dare é uma jovem bruxa que após se vê sozinha no mundo é adotada por sua já idosa tia que nunca tivera filhos.
Porém a medida que ela vai crescendo seus poderes vão tomando forma e se intensificando de tal forma que isso chama a atenção da agora jovem Ember, que sempre acreditou que tivera algo de diferente, porém seu dom chamou atenção de outra pessoa poderosa e oculta no véu que separa os mundos humano e sobrenatural - O Senhor do Submundo, que vê nela a chance de possuir uma fonte inesgotável de poder, subjugando para sempre todos aqueles contrários a sua vontade, ele só não contava que nossa jovem bruxinha estaria tão bem protegida debaixo do seu nariz.

Jack é um jovem lanterna – cuja missão é manter o dois mundos em segredo e protegidos um do outro, – entretanto no decorrer dos anos guardando um mesmo povoado ele adquiri uma pequena afeição pela jovem que vê crescer e pela qual se sente responsável e à medida que essa afeição se estreita como os anos, fazendo com que ele se veja como único protetor e salvador da jovem, ele resolve fazer disso uma missão pessoal – o Senhor do submundo jamais deve saber da existência dela.

Nesse livro Colleen nos dá uma versão bem prazerosa para a criação do mais festejado feriado existente ao redor do mundo – O Halloween – também conhecido como Dia de Todos os Santos, Dia de Los Muertos – ou na antiga Gália Samhain.

No começo a leitura é um pouquinho lentinha, porém no decorrer dela,  e a medida que vamos nos aprofundando no relacionamento do nosso jovem casal, podemos ver o quanto nossa jovem heroína possui um coração bondoso e esconde sua inteligência e sagacidade fingindo ser uma garotinha por vezes até “aproveitadora ” , já que costuma usar seus dons para fazer com que as pessoas ao seu redor a favoreçam sempre que lhe é conveniente, uma vez que teve que aprender sozinha como controlar seus poderes, nada que a torne má ou a faça ser cruel, pelo contrário, a forma como ela se relaciona com as pessoas ditas como "diferentes" é surpreendente, pois Amber é desprovida de pré-julgamentos e tende a dar as pessoas a oportunidade de mostrarem quem elas verdadeiramente são, mesmo que a fama delas seja negativas.

Na sua cruzada em busca de respostas para seu dom então único, Ember se vê numa jornada de descobertas e aprendizagem, onde ela se descobrirá não somente um bruxa poderosa, mas também uma mulher forte, decidida com uma herança um tanto quanto peculiar.

O livro é simplesmente lindo, à medida que a leitura vai evoluindo e que vamos conhecendo seus personagens mais variados.

No fim fica aquele gostinho de quero mais, quero mais saber o que acontecerá depois, porém a Colleen já avisou que é livro único, então só nos resta imaginar um futuro para os nossos personagens queridinhos, orar para quem sabe sabermos um pouco mais da história de um certo vampiro sedutor.

SINOPSE

Bem-vindo ao Outro Mundo, onde reinam criaturas aterrorizantes...

Quinhentos anos atrás, Jack fez um pacto com um demônio e acabou condenado a uma eternidade de servidão. Como um lanterna, seu único dever é guardar um dos portais que levam ao reino imortal, garantindo que nenhuma alma se infiltre onde não é bem-vinda. Jack sempre fez um excelente trabalho... até conhecer a bela Ember O’Dare.
Há tempos, a bruxa de 17 anos vem tentando enganar Jack para atravessar o portal. Insistente, sem temer os alertas dele, Ember enfim consegue adentrar a dimensão proibida com a ajuda de um vampiro afável e misterioso, e então tem início uma perseguição frenética através de um mundo deslumbrante e perigoso.
Agora Jack precisa resgatar Ember antes que os universos terreno e sobrenatural entrem em colapso e se tornem um caos.
Quanto vale a leitura:


*** Nota***

Samhaim (em irlandês Samhain, gaélico escocês Samhuinn, manes Sauin e em gaulês Samonios) era o festival em que se comemora a passagem do ano dos Eldianos. Marca o fim do ano velho e o começo do ano novo. O Samhain inicia o inverno, uma das duas estações do ano dos celtas. O início da outra estação, o verão, é celebrado no festival de Beltane. 
Este festival, Samhain, é chamado de Samônios na Gália. Segundo alguns autores, grande parte da tradição do Halloween, do Dia de Todos os Santos e do Dia dos fiéis Defuntos pode ser associada ao Samhaim
O Samhaim era a época em que acreditava-se que as almas dos mortos retornavam a suas casas para visitar os familiares, para buscar alimento e se aquecerem no fogo da lareiras. 
Alguns autores acham que não existe nenhuma evidência que relacione o Samhain com o culto dos mortos e que esta crença se popularizou no século XIX. 
Segundo o relato das antigas sagas o Samhain era a época em que as tribos pagavam tributo se tivessem sido conquistadas por outro povo. 
Era também a época em que o Sídhe deixava antever o outro mundo. 
O nevoeiro mágico que deixava as pessoas invisíveis, dispersava no Samhain e os elfos podiam ser vistos pelos humanos.
A fronteira entre o Outro Mundo e o mundo real desaparecia.
Uma das datas do calendário lunar celta de Coligny pode ser associada ao Samhain. No 17º dia do mês lunar Samon, a referência *trinox Samoni sindiu é interpretada como a data da celebração do Samhain ou do solstício de Verão entre os Gauleses.

Namastê
Báh B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Faço parte das...

Networkedblogs

Views

HOTWords