Velho oeste

[ Drama ] A Intérprete - Annette Hess








Aloha Meninos e Meninas,
Tudo bem!?

Hoje vamos falar desse livro um tantinho polêmico para alguns – aqueles que preferem acreditar que o Holocausto é apenas fruto da imaginação de alguns, dá pra acreditar nisso?
Na era em que vivemos existem pessoas que ainda cogitam essa possibilidade absurda diante das provas mais explicitas existentes no mundo todo.

Quando eu ouvi falar desse livro só conseguia pensar no Nicole Kidman no filme do mesmo nome, mas não tem nada haver, rs.

Nossa leitura acompanha a vida da jovem Eva, que em vias de ficar noiva com um jovem promissor empresário se vê envolvida no julgamento do século.
Alguns oficiais de Adolfo Hitler foram “presos” acusados das atrocidades ocorridas no campo de Auschwitz, porém a mancha na sociedade alemã é tão negra que muitos se recusam não somente a acreditar que um ser humano é capaz de tamanhas barbaridades para com outro ser humano, como que o tal campo existiu de fato para tais finalidades bárbaras.

No decorrer do julgamento, enquanto seu noivo e sua própria família se recusam a apoiá-la e acreditar nas notícias, Eva vai descobrindo mais  coisa a respeito de si mesma e de sua família do que jamais pode imaginar.
E o pior de tudo ainda estaria por vim ao término do julgamento.

Nossa mocinha do livro por vezes me deu nervoso, gente eu só ficava pensando como ela podia ser tão sem noção, incapaz de ver as coisas que aconteciam ao redor dele, não me refiro às coisas que ela viveu quando menina, mas sim quando adulta, ela precisou tomar um choque no decorrer do processo para enfim perceber todas as atrocidades acometidas no período.
O que me deixou contente vou ver que ela evoluiu durante o julgamento e vai juntamente com os demais em buscar não somente das provas capaz de condenar os réus, mas também em busca de respostas para sua própria vida, e isso a meu ver a transforma em alguém melhor. O mesmo não se pode dizer de sua família emocionalmente desestruturada.

É bom ver a modificação positiva que ocorre na Eva e por fim no seu noivo Jürgen, nos demove uma sensação de que as pessoas podem mudar seu modo de ver as coisas ao seu redor se tiverem chance para isso, e quem sabe às vezes elas conseguem mudar também o mundo através de bons atos para com o próximo.

SINOPSE

Para Eva Burhns, a Segunda Guerra Mundial é apenas uma memória nebulosa da infância. Ao fim dos conflitos, Frankfurt estava arruinada, vitima dos bombardeios dos Aliados.

Agora, em 1963, a cidade está totalmente reconstruída e Eva espera, ansiosa, pelo pedido de casamento do namorado rico, sonhando com uma vida longe dos pais e da irmã.

Porém, seus planos são alterados quando o impetuoso advogado David Miller a convoca para atuar como interprete nos julgamentos do campo de concentração de Auschwitz.

À medida que se envolve com as testemunhas polonesas, Eva começa a questionar seu futuro e o silêncio da família sobre a guerra.

Por que os pais se recusam a falar sobre o que aconteceu?

Ela ama mesmo o namorado e será feliz como dona de casa?

Determina a fazer justiça, Eva se une a um time de promotores empenhados em condenar os nazistas – uma decisão que mudará o presente e o passado de seu país.

Nota da autora Annette Hess: As testemunhas que aparecem neste livro, todas fictícias, exemplificam os destinos que os sobreviventes tiveram. Para sua composição, empreguei em parte trechos de citações originais. Em outros pontos combinei declarações para dar espaço ao máximo de vozes possível. Faço uma reverência às pessoas que, no processo, mais uma vez expuseram suas experiências traumáticas e enfrentaram os criminosos e, e desse modo, ofereceram ao mundo um testemunho amplo e duradouro do que foi Auschwitz.

Quanto vale a leitura: 


Namastê
Bah B.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Views

HOTWords